Anúncio 680 x 110 px

Honra, virtude dos íntegros!


Coragem e Honra
Esta postagem se faz necessária para esclarecer algumas coisas. Não misturem as atitudes corajosas e nobres com segundas intenções. Lancei este blog no ar como um projeto maior, um espaço de luta que deve ser utilizado para combater as diferenças sociais da nossa cidade. Quando alguém se dispõe a dedicar um tempo da sua vida para lutar pelas causas sociais e trabalhistas que envolvem sua própria história.


Esbarra no preconceito de alguns acharem que o mesmo quer tirar proveito da situação para se auto promover.

Pode até ser que exista pessoas assim, mas também existem pessoas que veio ao mundo para trazer uma luz. E muitas vezes o brilho dessas pessoas chamam a atenção, acabando por virar holofotes. Atraindo para si as questões de forma natural. Para uns incomodam, para outros causam admiração. Mais não me importo com os maus pensamentos, sigo em frente nos meus ideais de luta. Quem entende e acredita, elogia e me dá força. Quem tem medo de uma sociedade justa e saqueia nossas riquezas me ataca e humilha. Dos justos e humilhados pertence a terra prometida.

Honra é virtude, regra de conduta, segundo os princípios morais mais elevados, companheira inseparável da verdade.
Honrar é demonstrar profundo respeito pelo semelhante. É a forma de tratamento que devotamos as pessoas que respeitamos. É não fraudar, mentir ou subornar. O substantivo honra expressa o resultado da maneira como vivemos.
Da pessoa honrada se diz acreditada, íntegra e confiável, tida no mais alto conceito em tudo que é considerado certo.


Mas todos sabem que sou funcionário público além de paulinense de nascença. Digo isso porque algumas coisas devem ser colocadas em pauta nessa explanação. Se tem uma pessoa das que mais lutam por nossos direitos e por todos os companheiros da categoria, essa pessoa sou "EU". Se tem alguém que luta (e muito) pela população e uma cidade melhor para todos, essa pessoa sou "EU" de novo.

Luto sim por amar a terra natal que nasci. Aqui vivo e tenho minhas raízes. Crio meus filhos, passo momentos inesquecíveis e mágicos ao lado da minha esposa e administro minhas amizades com carinho e dedicação. Nesse chão tenho uma história para contar, onde muitas vezes participei ativamente da construção dos acontecimentos. Umas como protagonista, outras como coadjuvante e outras várias como figurinista. Então me sinto no dever, obrigação e acima de tudo no direito de lutar, reivindicar e cobrar por melhorias nessa sociedade que faz parte intrínseca da minha vida.

A população é protagonista.

Chego aqui como um dos personagens que adiantou todo esse processo de discussões. Sim, digo que adiantou, porque faço parte dos funcionários grevistas da prefeitura e devido ao nosso movimento paredista tudo está mais acelerado do que o normal. Muitos os que fazem parte de grupos políticos adversários entre si, intensificaram a luta depois do nosso movimento grevista, inclusive querendo até pegar uma carona. Tanto um lado como o outro usaram nosso movimento trabalhista como escudo para justificar seus ataques.

Mas o trabalhador foi o maior prejudicado, teve sua greve julgada precocemente por uma justiça comum. Havendo todo tipo de manobras nos bastidores durante esses mais de 60 dias. Tentaram usar a todos nós como massa de manobra. Em dado momento estávamos sofrendo todo tipo de assédio. Tirando totalmente o foco da luta. Sofremos também com o desespero dos companheiros que ficaram sem salários, com a rejeição da população imposta pela mídia marrom. Fiquei dois meses sem pagamento, tendo de recorrer a doações e ajuda de amigos e familiares. Mas isso não me enfraqueceu, somente despertou o gigante dentro de mim para lutar ainda mais. Sabia das consequências e estava preparado para elas, sou guerreiro linha de frente e não tenho medo de enfrentar as batalhas que se seguem.

Chamamos todos os vereadores a falar com o intuito de sensibilizar o legislativo para a luta que se travava. Poucos foram os que se pronunciaram verdadeiramente. Agora é lógico, toda ação desses políticos sempre vem com interesses, não sejamos tolos de acreditar que não tentaram tirar proveito.

Não tenho partido, não sou candidato a nada, mais sinceramente falando. Em uma guerra temos sempre que escolher um lado. Um povo para se libertar dos desmandos e atrocidades cometidas contra ele, tem que se organizar e constituir uma guerrilha. Não quero saber quem esta me armando, quero armas. Meu inimigo deste momento é o governo da situação, outros inimigos menores se juntam por questão de sobrevivência. É nisso que me apoio, porque não vou continuar sendo massacrado e abusado nos meus direitos sem reagir.

Qualquer um que aqui está se me der uma pedra para atirar no meu inimigo eu aceito, é questão de sobrevivência. Cansei de ser pisado, estou indo para o revide. Estamos nos organizando e vamos entrincheirados suprir nossas provisões para a guerra que se forma no horizonte. O dia "D" das massas virá e estaremos prontos para vocês que pensam que mandam em Paulínia.

Agora enquanto cidadão que sou encabeço outra luta. A luta social. Por melhoria na saúde, na segurança, na educação e na moradia. Na igualdade de condições para as crianças,  jovens, trabalhadores e idosos. Na igualdade das pessoas especiais e dos deficientes físicos que merecem seu espaço na sociedade. Enfim numa sociedade melhor. Podem até pensar neste momento: - Nossa, mais isso é utopia!
Pode até ser, mais então prefiro ser um homem utópico. Que acredita na riqueza maior do ser humano. Mudemos o mundo através de nossos pensamentos e maneiras de agir. Vamos dar o exemplo, vamos cobrar as autoridades e participar ativamente do mundo em que vivemos. Seja protagonista da sua vida, não deixem que decidam por você. Sua inércia custa caro para seus descendentes.

Paulínia é do povo, quem quiser governar a cidade e entender isso com certeza entrará para a história.
Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.