Anúncio 680 x 110 px

Uma Máquina Chamada Paulínia.


Uma Máquina Chamada Paulínia.
Paulínia está sofrendo, agonizando de dor pela falta, pela omissão e incapacidade da gestão pública. Mas é com muita luta e consciência política, uma política boa, que o povo esta acordando de um sono letárgico (perigoso). Que tem colocado na escuridão as necessidades e vontades do cidadão paulinense.


População! Devemos sim acordar para um novo horizonte e aprender que dependemos, vivemos e respiramos política. Em todas as ações sociais de relacionamento, tanto no trabalho como em casa e no seu dia a dia. Devemos entender que a questão esta enraizada nas nossas vidas. Política é uma ciência necessária para o desenvolvimento de uma organização social como uma cidade. O que é uma cidade? Cidade é uma organização social composta de cidadãos munícipes e representações de governo – executivo, legislativo e judiciário que convivem e cuidam de quem pertence a ela, ou seja, temos uma cidade e um gestor dentro da prefeitura – executivo - que esta lá para cuidar da população. Um legislativo que deve fiscalizar o executivo e legislar em benefício dessa sociedade e um jurídico para julgar e se fazer cumprir as leis. Estou apenas dando uma simples explanação, mais o assunto é bem mais complexo.

Meus caros leitores só para vocês terem uma ideia de como é a máquina que governa e administra Paulínia. Quando uma dessas bases que sustenta a cidade falha, compromete todas as outras e com isso quem mais perde é o cidadão comum. Todos nós trabalhamos para manter esses aparelhos públicos funcionando corretamente. Pagamos nossos impostos sabendo que estamos tentando garantir uma melhor saúde, moradia, segurança, educação, transporte e outras várias coisas. Mais então porque falta tudo isso em nosso munícipio? Que tem uma das arrecadações mais altas do Brasil – Eu disse do Brasil! A resposta é óbvia. Estão gerenciando mal as nossas riquezas, nosso dinheiro não esta chegando a quem realmente precisa. Quem é o gestor público? Responsável por essa incapacidade. Cadê os fiscais do nosso patrimônio? Onde estão que não vêm isso? E a justiça? Para ver, investigar e se possível punir o mal uso do dinheiro público.



O Fazendeiro, o Moita e o Leão - Capítulo 3
Nas aventuras das Crônicas de Paulínia os acontecimentos políticos e sociais continuam a todo vapor. Um dos integrantes da “Alcatéia” (Wilson Machado) fez o uso da “tribuna livre” da Câmara de Paulínia esta semana abordando o tema de Economia e Sustentabilidade.


Lançou várias perguntas dentre elas uma dirigida ao vereador Custódio: Onde estava o “Moita” (Dixon) durante o evento da greve dos servidores públicos de Paulínia? Já que o PT – Partido dos Trabalhadores - é conhecido pela sua luta em prol do trabalhador. Depois que falo, na minha opinião, que a referida pessoa é mesmo o “Moita” pode acreditar. Uma pessoa que almeja ser prefeito esquivar-se dos acontecimentos da nossa cidade é no mínimo estranho e irresponsável. Um verdadeiro político é aquele que contribui, luta, coloca suas ideias e maneira de conduzir as questões e problemas na cidade. - Isso nosso “Leão” sabe fazer com maestria. Por isso é uma personalidade forte e que incomoda quem não quer trabalhar para o povo. - A pergunta feita é pertinente, porque quando o “Fazendeiro” resolveu punir o servidor público descontando seu salário durante dois meses. Acabou prejudicando a economia dos comerciantes da cidade. Não pensou que muitos iriam ficar sem quitar suas dívidas e com isso criar um efeito cascata na economia de Paulínia. O Wilson Machado foi muito feliz no seu questionamento, mostrando que é uma pessoa antenada no funcionamento do todo. Adiantou punir o funcionário público para lavar a honra do “Fazendeiro”? Enquanto ele se preocupou com sua honra, várias famílias e comerciantes foram prejudicados.

SWU - O Armagedon em Paulínia. Demolir a Concha Acústica?!
O mais novo episódio dentre os vários absurdos que estão acontecendo em Paulínia é agora a tentativa de demolição do nossa "Concha Acústica" para a realização do SWU. Como se não bastasse mais nada agora essa também.  A concha é patrimônio público feito com nosso dinheiro. Em hipótese nenhuma podemos permitir um absurdo desses. Não termina a creche do Cooperlotes, não tem remédio na rede de UBS e além de tudo isso vai querer demolir o que já esta construído. É o cúmulo do absurdo. Os dois principais palcos "Consciência" e "Energia" vão estar exatamente no local onde é hoje a arquibancada do sambódromo. Um de cada lado da Concha Acústica. Com um público estimado em mais de 70 mil pessoas com esses dois palcos instalados onde vão caber as pessoas? Sendo que para fazer o Rodeio mal coube 24 mil pessoas no mesmo espaço. Alguém pode me responder essa?


A resposta aos nossos protestos e denúncias.
Não podemos desistir jamais de fazer a diferença na vida cotidiana de Paulínia. A opinião pública é formada por todos nós. E quando eu ou você apontamos um problema e fazemos uma denúncia, sempre vai ser um trabalho gratificante ver esse problema resolvido. Mais para isso temos de estar unidos. Olha só a denúncia feita sobre o refeitório de uma das maiores escolas da cidade. Onde nossas crianças estão comendo sentadas no chão com o prato na mão. Agora depois de muito reclamar, denunciar e colocar na mídia nossa indignação. Resolveram comprar um material para refeitório. Tomara que seja para tirar nossas crianças daquela situação de vergonha.

EXTrATo DE coNTrATo SoB Nº 461/2011 ProTocoLADo: 4.046/2011
coNTrATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA
coNTrATADA:  MECA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA.
oBJETo: AQUISIÇÃO DE CONJUNTOS PARA REFEITÓRIO
vALor  DA  coNTrATAçÃo: R$ 34.176,00 (trinta e quatro mil cento e setenta e seis  reais)


Salientando que já faz mais de 10 meses que estão sem as mesas para comerem com dignidade. E só foi possível comprar depois de muitas denúncias e até uma filmagem mostrando o que esta acontecendo.


O Debate com João Natanael
Político liso é assim, coloca no jornal somente a parte que interessa. Não tem coragem de mostrar a derrota que sofreu em palavras. E a omissão das respostas perante vários munícipes na internet. Combati de frente com vários questionamentos e perguntas. Principalmente em relação a categoria de servidores, mais também da população. E só encontrei uma pessoa, que se diz o mentor, da atual administração se esquivando e tentando levar a conversa para o lado que lhe convém. Acompanhem um pouco desse debate.


Roger Dance disse...
Percebo um desespero e despreparo de muita gente no time adversário. Na coluna do "Correio Paulinense" o Mizael disse que o Laércio tinha perdido a presidência do PSDC. Ou estava mal informado ou foi uma tática para confundir o leitor e colocar um pano na principal notícia... A perda do DEM para o adversário. Se o gestor estivesse realmente fazendo tudo de bom em um caminho de retidão, como poderiam falar mal dele? - Ninguém esta inventando nada. Todas as denúncias estão sendo baseadas em fatos. Fatos esses muita vezes tirados até mesmo do Semanário Público da Prefeitura.



JOAO NATANAEL disse...
Despreparo e desespero é sintoma daqueles que atacam os outros da forma pessoal como andam fazendo aqueles da "oposição".




Roger Dance disse...
Não estou atacando ninguém de forma pessoal. Estou sim reivindicando uma Paulínia melhor. Faça seu trabalho para qual é bem pago, seja profissional e ajude seu gestor público a gerir melhor a cidade. Aí não vai ter ninguém falando das mazelas e desgoverno que cometem. Não é nada pessoal, mais minha família e a de muitos paulinenses estão precisando de melhores condições para viver em Paulínia.



Tem muito mais de onde veio essas palavras. Foram dias de intenso debate e no final nenhuma de nossas reivindicações e perguntas, questionamentos e denúncias foram satisfatoriamente respondidos.

I JOÃO 05:
4 porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.
Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.