Anúncio 680 x 110 px

As Crônicas de Paulínia - A Batalha dos Três Mosqueteiros Contra a Bruxa da Fome.


Em mais um capítulo dessa saga - as "Crônicas de Paulínia". Os fatos ocorridos nos mostra a dura realidade em que se transformou a nossa cidade. Onde as forças políticas e sociais do "Reino-Cidade" da "Tão Tão Distante Paulínia" tem colocado a tona os vários acontecimentos, intensos e decisivos, para os "Súditos-Cidadãos". Hoje quero escrever um pouco sobre isso e tentar fazer uma reflexão com o leitor sobre os fatos apresentados.

No "Reino-Cidade" onde todos nós moramos, é governado hoje por uma ser "Mitológico" chamado "Pavão-Xerifinho". Um cidadão que foi eleito por um sistema democrático (governo do povo para o povo) e que depois da posse de "Prefeito" achou que tinha virado "Rei" e transformou nosso sistema de governo em uma "Monarquia" (o chefe de estado é um monarca e dono do reino). Onde tudo é válido para favorecer a suposta "Corte" que se instalou. Nessa "Corte" passam-se vários personagens conhecidos do meio político e de imprensa em nossa "Tão Tão Distante Paulínia"

É uma "Facção" que suga nossos bens públicos em detrimento de favorecer uma pequena "Elite". Nisso o que se vê hoje é a tristeza de muitos para favorecer a alegria de poucos. Para isso se tem um nome: "Segregação Social"

A Batalha Épica das Subvenções.
Na "Tão Tão Distante Paulínia" existe um lugar chamado de "Casa das Leis" mais conhecido também como "Câmara Municipal" lá para os lados da "Floresta Encantada do Centro". Onde trabalham os "Três Mosqueteiros" - Cavaleiro "Bona", Guerreira "Shera Zanon" ambos da "Távola do Leão" e o Espadachim "Sir Custódio".do "Clã do PT". E também trabalham os "Sete Ogros" da "Rainha Má" e seu Rei o "Pavão-Xerifinho".

Como de praxe todos foram eleitos pelo sistema democrático para representar o povo como vereadores. E uma das funções primordiais do Vereador é fiscalizar. Pois bem sabemos que o Povo que os elegeram esperam justamente isto. Então no cumprimento da função o "Cavaleiro Bona" e "Sir Custódio" resolveram fiscalizar a "PL 90/2011 - Projeto de Lei das Subvenções".

Por fazerem parte da "Comissão de Finanças" e depois de uma prévia análise, viram que existia pontos obscuros no projeto. Acharam melhor pedir explicações ao "Executivo" - Prefeitura e as Entidades favorecidas. Só que bem sabemos que o prefeito picado por uma "Mosca Branca" se transformou em um "Czr Russo" o "Pavão- Xerifinho" e o mesmo não aceita questionamentos, bem como os "Sete Ogros" da "Situação" também não.

Para se legislar é de conhecimento de todos que existem normas e prazos a seguir, bem como recursos e trâmites burocráticos também. Mesmo sabendo disso o "Jurídico da Prefeitura" comandado pelo "General Bão-ruim-lone" (nem tão bão assim) protocolou a dita cuja da "PL 90/11" em cima da hora. Como diria o "Galvão Bueno" aos 45 minutos do segundo tempo. Ou seja, jogaram a batata quente na mão dos "Três Mosqueteiros" e além disso ainda queriam que fizessem vistas grossas e aprovassem o projeto sem nenhum questionamento?

Salientando desde já que nossa "Guerreira Shera-Zanon" deu a liberação do Projeto de lei 90/11 desde o início e quem resolveu averiguar mais a fundo foram os outros dois integrantes desse "Trio de Heróis da Resistência". O que não tira o mérito de ninguém, mas para ficar claro o quanto a "Situação" gosta de enganar e mascarar as coisas para a população da "Tão Tão Distante Paulínia". Isso é típico quando se quer criar uma cortina de fumaça em cima dos fatos e com isso confundir as pessoas da nossa cidade.

Pois bem todos sabemos que no último dia 20 de janeiro em uma Sessão Extraordinária o Projeto de Lei 90/2011 foi aprovado, mas com ressalvas e discursos inflamados. E esperamos que para esse ano haja uma maior fiscalização desses recursos aplicados, pois se trata de dinheiro público, colocado para manter essas entidades. Como diria o "Programa do Fantástico" - Estamos de Olho.


A cortina de fumaça.
Bem então a estratégia da "Situação" acabou dando errado. Como um tiro que sai pela culatra. Um dos "Três Mosqueteiros"  o "Cavaleiro Bona" recebeu uma denúncia sobre o "Caco". Indo até a entidade averiguar os fatos descobriu, escondido nos depósitos da mesma, uma quantidade de 300 Cestas Básicas.
Ora se dias antes a Diretora Administrativa "Assé-Diom Oral-Oka" da entidade, havia dito que não tinha "Cestas Básicas" para dar ao Povo. Como se explicava aquele volume de comida escondida nos "Porões da Ditadura"? Ficou evidente que não passa de uma covardia do governo, que coloca como joguete a população necessitada, para tentar derrubar os nobres "guerreiros-vereadores" que lutam por uma sociedade melhor.

Brincando com a Fome do Povo.
Enquanto se podia matar a fome de aproximadamente 300 famílias usaram desse artifício, de esconder as  Cestas do Caco, para enganar o Povo e por consequência cometeram uma covardia sem tamanho para quem necessita de assistência em nossa "Tão Tão Distante Paulínia" - Agora perceberam porque chamo nossa cidade de "Tão Tão Distante". Simplesmente porque este governo esta distante da realidade que vive nosso sofrido "POVO". E a população está muito distante dos benefícios que podiam ser oferecidos a todos, criando um "Abismo-Social" enorme entre as "Elites" e os mais "Humildes" cidadãos.

Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.