Anúncio 680 x 110 px

Definições e Lutas. Paulínia precisa de Liberdade.


Vamos definir.
Paulínia esta caminhando para definições de seus próximos quatro anos. Daqui à alguns meses escolherão os rumos que nossa querida cidade tomará. É importante a participação e conscientização de todos os paulinenses. Pensem, reflitam e busquem a melhor opção que vier em suas cabeças. Mas busquem com responsabilidade votar nessas próximas eleições em seus candidatos do “Legislativo – Vereador” e “Executivo – Prefeito” com calma e serenidade.
De maneira alguma vendam seu voto, ou troque o por favores. Bem sabemos que nessa época é o que frequentemente acontecem, muitos tentam comprar o voto e com isso depois não se sentem na obrigação de mais nada em relação ao POVO.
 Sigam o Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia
Saiba escolher.
Vamos saber escolher as verdadeiras lideranças, aquelas que estão realmente preocupadas com a população. Lideranças natas vindas do meio do povo. Pois esse serão os que mais sabem a realidade e comprometimento das profundas dificuldades que nossa sociedade passa. E sabem o que deve ser feito para resolver os problemas. Preparação é tudo. Temos de ter lideranças políticas preparadas e compromissadas com o POVO.
Cabo de Guerra.
É dessa forma que vejo a questão dos servidores contra a atual administração da prefeitura. Um verdadeiro cabo de guerra. Mas já adianto a certeza de que a justiça será feita. O servidor deve permanecer unido e confiante, convicto e esperançoso que vamos conseguir resolver de uma forma ou de outra. Todo governo deve ter a consciência que eles são passageiros e o trabalhador do funcionalismo público permanece. O servidor exerce sua carreira profissional durante décadas e sempre estarão em seus postos de trabalho servindo a população com todo profissionalismo e alegria de sempre. Então não adianta jornais manipuladores usarem seus artifícios escusos de interesses financeiros inconfessáveis para tentar manipular a população. Entendam de uma vez por todas que o servidor é população e a população é servidor. São duas peças de uma mesma engrenagem que necessitam de ambos para funcionar.
Estou dizendo “Tchau” até daqui a pouco.
Chegou o momento! Deixarei de escrever minha coluna do “Movimento Paulínia” aqui no jornal “Tribuna”. Somente por enquanto. Nesses meses que passamos juntos espero ter contribuído grandemente para a reflexão e pensamentos politizados. Tenho plena certeza que consegui atingir bastante o objetivo de trazer um pouco da verdade do que acontece em nossa cidade. Haja vista muitos manipuladores estarem incomodados com a minha presença no meio da mídia. Mas sigo em frente, porque acredito em um ideal. O mesmo que venho todo esse tempo pregando. Acredito em uma Paulínia mais digna e justa para todos. E sei que contribui grandemente para chegarmos a isso. Mas também sei que ainda temos muito trabalho pela frente. Vamos juntos paulinenses, vamos todos mudar o rumo de nossas vidas aqui na cidade de Paulínia.
Bandeiras de luta!
Como sempre, desde o início, deixei claro duas coisas fundamentais. Primeiro que a maior bandeira que defendo é a do POVO. Mas também pertenço a uma classe trabalhadora guerreira – os Servidores Públicos. Não desistirei de nenhum dos dois. Quero uma Paulínia muito mais justa e igual. E junto com isso o reconhecimento e dignidade do servidor público. Somos todos paulinenses e pertencemos à mesma sociedade. Melhores condições de trabalho irá gerar um ambiente de trabalho mais agradável, que por consequência o POVO será atendido de maneira mais justa e melhor. Continuarei lutando e convido a todos para conversarmos no Facebook dentro do grupo de debates – Movimento Paulínia.
Servidor fique firme.
Estamos sendo perseguidos e desrespeitados por um governo opressor e ditatorial, mas lembre-se que esse governo do “Xerife” tem dia e hora para terminar. Basta se manterem unidos e mostrarem sua força e poder de resposta nas urnas. Façam a diferença dentro de suas famílias e no círculo de amigos. Não deixem de acreditar, vamos tirar esse usurpador do poder naquilo que será a maior vergonha que um político pode passar. Perder na urna é a marca que vamos deixar para esse governo e varrer o nome Pavan da história de Paulínia.
Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.