Anúncio 680 x 110 px

Promoção Social mantém distribuição de cestas básicas


Pasta também encaminhou aproximadamente 200 candidatos a vagas de trabalho

A Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social distribuiu, em uma semana, cerca de 100 cestas básicas para famílias que eram atendidas pelo Centro de Ação Comunitária. Nesse mesmo período, o Serviço de Trabalho e Renda fez o encaminhamento de aproximadamente 200 candidatos a vagas de trabalho em empresas.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

“Nenhum cidadão deixará de ser atendido. Isso serve para todos serviços, que estão sendo reestruturados”, afirmou a secretária da pasta, Maria Regina de Mattos e Moura.

Segundo ela, o Trabalho e Renda está sendo reelaborado para qualificar as pessoas em boas escolas técnicas, de acordo com cada perfil e depois indicá-las às empresas.

Entre as pessoas atendidas pelo Trabalho e Renda, 39 já participaram de processo seletivo. “Tanto as empresas como a população estão sendo atendidas normalmente”, afirmou a secretária.

 “Queremos também retomar o contrato com a Petrobrás, para formarmos trabalhadores para a modernização da refinaria e assim termos na cidade as vagas das empresas terceirizadas”, completou.

Mais de 200 currículos foram recebidos pela equipe do Trabalho e Renda. Os serviços oferecidos para pessoas com deficiência também estão sendo realizados. “Já encaminhamos currículos e estamos fazendo todo o trabalho de orientação aos deficientes, incluindo o encaminhamento para homologações”, completou Regina.

A dona de casa Eva Maria Gonçalves aprovou a centralização dos serviços assistenciais na Secretaria de Promoção. “Gostei muito dessa mudança, pois facilita a vida da gente. Tenho certeza que muitas coisas boas também estão por vir”, disse.

Casa Abrigo

Uma equipe multidisciplinar da Prefeitura de Paulínia visitou as duas Casas Abrigo da cidade na sexta-feira (09). A visita foi realizada com o objetivo de conhecer os locais, ouvir os funcionários e fazer um levantamento sobre os principais problemas.

As casas, que antes pertenciam à AIJ (Associação para Infância e Juventude), já estão sendo administradas pela prefeitura, atendendo uma solicitação da promotoria, que apontou várias irregularidades nas Casas.

O compromisso do prefeito Edson Moura Júnior é melhorar o atendimento oferecido aos adolescentes que vivem nas Casas. “Estamos absorvendo essa demanda e nos comprometemos a erradicar os problemas que estão sendo levantados pelo Ministério Público e por nossa equipe técnica”, disse.

Atualmente, as Casas Abrigo atendem 20 adolescentes, que estão divididos em duas sedes. Desde sexta-feira (09), após um acordo firmado entre a prefeitura, o Ministério Público e a AIJ, as Casas são de responsabilidade da prefeitura, por meio da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.