Anúncio 680 x 110 px

Recado ao Marquinhos da Fiorella - Que NÃO me representa !!!


Pois é caros leitores, desse episódio de injustiça a respeito de minha pessoa que ocorreu no dia 15 de outubro de 2013, quando fui arbitráriamente expulso da sessão da câmara municipal. Com a alegação de que estava cometendo DANO ao Patrimônio Público. Só tenho que lamentar pela postura DITADORA e imatura de um vereador que já tem uma extensa carreira na vida política e ao meu ver era para ser um pouco mais inteligente e diplomático.


Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


Mas hoje escrevo este artigo em meu blog para mandar um recado direto ao vereador Marquinho da Fiorella. E tenho certeza que vai chegar até o seu conhecimento, de alguma forma. Então vamos lá bater um papo Fiorella.

Primeiro quero deixar claro que durante a sessão até o momento que o senhor resolveu abusar de seu poder, eu estava filmando e fotografando tudo e em EXTREMO silêncio. Foi proferido por mim apenas três ou quatro frases depois de 90 minutos somente ouvindo. Depois de escutar tamanha DEMAGOGIA vinda da vereadora Ângela Duarte quando ELA em seu discurso veio dizer que ABONO É ENGANAÇÃO. Salientando que ENGANAÇÃO é o que o Ex-governo, que ela apóia, fez durante todo seu mandato com o servidor público.

Bom até aí tudo bem, não gostar de minhas palavras. Como também não gosto das suas então empatou. O pior de tudo é certos vereadores (as) que usam de demagogia barata para atacar políticos. Tentando usar a luta de toda uma categoria de trabalhadores como MASSA DE MANOBRA para pegar carona em uma reivindicação legítima. A qual é o reconhecimento profissional do servidor público. E para isso, usar a sessão da câmara, que é lugar de votar projetos e leis em palanque eleitoreiro.

Agora a respeito da sua alegação de Dano ao Patrimônio Público, tenho certeza que você exagerou absurdamente, e se fosse realmente honesto pediria até mesmo desculpas públicas a minha pessoa por ter me exposto indevidamente e ter causado um linchamento moral a minha pessoa que nada fez para prejudicar os andamentos da sessão a qual você presidia.

Mas uma vez saliento que depois de uma hora e meia calado somente ouvindo, proferi algumas palavras e depois disso você vereador Fiorella apelou pedindo para me retirar. Dar três tapinhas com a palma da mão em um barra de ferro de 2 polegadas é depredar patrimônio público??? #aff

O que a lei penal diz:

Art 163, II, do Código Penal
Dano
Art. 163 - Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia:
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
Dano Qualificado
Parágrafo único - Se o crime é cometido:
I - com violência à pessoa ou grave ameaça;
II - com emprego de substância inflamável ou explosiva, se o fato não constitui crime mais grave;
III - contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista; (Alterado pela L-005.346-1967)
IV - por motivo egoístico ou com prejuízo considerável para a vítima:
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos, e multa, além da pena correspondente à violência.
Ação Penal
Art. 167 - Nos casos do Art. 163, do inciso IV do seu parágrafo e do Art. 164, somente se procede mediante queixa.

Me provem dentro do que diz a lei, onde foi que cometi algum tipo de violação ??? Vamos usar o bom senso e interpretar a lei a risca. #aff de novo Quanta imaturidade por parte de um VEREADOR que nem de lei entende !!! Faz uma acusação sem base legal nenhuma. Somente para usar o artifício de fugir do debate sadio e primordial. Não quer ser questionado, então fica em casa e não participe de uma sessão PÚBLICA dentro da CASA do POVO !!!

Opinião final !!!

Para terminar quero deixar claro que se alguém quer ser VEREADOR em Paulínia ou em qualquer lugar do planeta onde o sistema de governo é DEMOCRÁTICO. Deve estar preparado para ser contrariado em suas idéias e discursos. Porque a base da DEMOCRACIA nada mais é do que a diferença de opinião. Que, em um pais livre e soberano como o Brasil, o direito da LIVRE EXPRESSÃO é o que IMPERA.

Espero poder um dia adentrar a casa de leis (Câmara Municipal) de nossa cidade e se expressar sem sofrer nenhum tipo de RETALIAÇÃO ou CERCEAMENTO de meus direitos de expressão e liberdade democrática de opinião.

Passar bem nobre EDIL senhor presidente da Câmara Municipal de Paulínia: Marquinhos da Fiorella ( Que NÃO me REPRESENTA !!! )


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.