Anúncio 680 x 110 px

Reciclarte chega a Paulínia


A exposição multimídia RECICLARTE – Arte da Reciclagem em São Paulo – chega a Paulínia e apresenta painéis gigantes de fotografia com mais de 2 metros de altura, um vídeo do making of com os personagens da reciclagem, além da exposição de diversos objetos curiosos reciclados e de obras de arte reais, feitas com material descartado. A abertura da mostra será nesta quarta feira (13), as 10 h no Paço Municipal.

Nos painéis da exposição que é aberta ao público é possível ver ensaios fotográficos nos quais são retratados personagens que participam da cadeia produtiva da reciclagem, desde o descarte consciente de resíduos sólidos até a volta dos materiais como produtos reciclados. É o cidadão comum, o catador de material reciclável, o profissional que lida com o processo de reciclagem de forma artesanal ou industrial e o artista que transforma o resíduo descartado em objetos de contemplação.


Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


As imagens resgatam a dignidade desse trabalho anônimo que gera riqueza a partir daquilo que se joga fora.

Para a secretária de Turismo e Eventos, Elisabeth Ferreira de Brito, a exposição é uma oportunidade de despertar o interesse à preservação do meio ambiente e valorizar as produções artísticas. “Todas as obras foram muito bem feitas. Mostram que é possível encontrar beleza e principalmente utilidade naquilo que a maioria das pessoas vê como lixo. São atitudes como a destes artistas que mudará o futuro”, declarou a Secretária.

Completa a exposição o guia de áudio individual, que pode ser retirado no local, onde estão gravadas as legendas e os depoimentos da maioria dos personagens retratados.

A reciclagem no Brasil

Cada brasileiro produz de 600 gramas a 1 quilo de lixo por dia. Se este número for multiplicado pela quantidade de pessoas que moram hoje no Brasil, os números são assustadores, mais de 240 mil toneladas de lixo produzidas diariamente.

E apesar de 45% deste lixo brasileiro ser reciclável, o Brasil recicla apenas 2% do lixo urbano, segundo dados da Associação Empresarial para Reciclagem (CEMPRE). O restante do lixo vai para lixões, aterros controlados e aterros sanitários.

Estima-se que 1 em cada 1.000 brasileiros seja catador de lixo.  A cidade de São Paulo possui mais de 20 mil  carroceiros, centenas de  catadores e mais de 3.200 coletores de lixo.

Segundo dados da Unicef, existe mais de 50 mil crianças que trabalham nos lixões do Brasil em busca de comida para seu sustento e da família.
Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.