Anúncio 680 x 110 px

Projeto de reclassificação da GM de Paulínia


O projeto de lei do prefeito Edson Moura Júnior de reclassificação da carreira da GM (Guarda Municipal) e GN (Guarda Noturna) foi aprovado por unanimidade, em sessão extraordinária, na manhã de sexta-feira (13), na Câmara. Com a medida, aproximadamente 350 funcionários da Secretaria de Segurança de Paulínia serão contemplados com aumento real de R$ 250 mensais no salário base.

A finalidade da lei é elevar o nível de classificação dos agentes de segurança. Como outra ação prática, nos
próximos concursos públicos para entrar na GM, será exigido dos concorrentes nível médio, já que a categoria passa a integrar uma posição mais elevada no funcionalismo público municipal. Antes, era exigido apenas o ensino fundamental para entrar na guarda. O menor salário na secretaria de Segurança é de R$ 2.600.


Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


Moura Júnior explicou que se trata de mais uma iniciativa para valorizar o funcionalismo público de Paulínia.

“Vamos promover diversas melhorias para valorizar e reconhecer os servidores de nossa cidade. A ideia é melhorar sempre as condições de trabalho e a remuneração. Na outra ponta a população também é beneficiada porque o servidor satisfeito com o salário e com a estrutura presta serviços de melhor qualidade”, afirmou.

Regularmente, os servidores também passarão por reciclagens e cursos de capacitação.

Luta 

O secretário de Segurança de Paulínia, Cícero Brito, que também é guarda municipal de carreira, explicou que a reclassificação é uma luta antiga da corporação.

“Há anos 20 pleiteamos essa mudança. Os funcionários da guarda, por lidarem diretamente com diversos problemas sociais complexos, como a violência urbana e a vigilância do patrimônio público, acabam tendo uma condição diferenciada. Por isso, creio que a medida é justa e veio em boa hora”, disse.

Melhorias 

Em novembro, Moura Júnior concedeu abono de R$ 250 mensais para todos os funcionários públicos da cidade. O valor total do abono é de R$ 1.000 e será pago em quatro parcelas, até março de 2016.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.