Anúncio 680 x 110 px

Cetreim realiza avaliação de alunos beneficiados com bolsa especial


O Cetreim (Centro de Terapia e Reabilitação Integrada do Município) realiza avaliações em alunos que receberão bolsas especiais. No total, aproximadamente 40 pessoas foram avaliadas por equipes multidisciplinares. Com base nos resultados obtidos nos exames, os alunos são encaminhados para uma das três instituições credenciadas para prestar atendimento aos contemplados com as bolsas.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

As equipes multidisciplinares são compostas por fonoaudióloga, terapeuta ocupacional, assistente social, fisioterapeuta e profissional de educação adaptada. Os alunos e pais também são orientados por psicólogos. O trabalho é coordenado pelo chefe do Cetreim e fisioterapeuta, Anderson Nunes, o Timão.

De acordo com Nunes, com as avaliações, os profissionais diagnosticam o perfil do aluno e fazem o encaminhamento, para as escolas, com base nos resultados. O objetivo é garantir o melhor serviço aos bolsistas.

“Estamos dando todo o suporte aos alunos para garantir o melhor atendimento. Também nos preparamos para orientar da forma mais adequada os responsáveis pelas crianças. O prefeito Edson Moura Júnior faz questão que todos sejam extremamente bem atendidos”, disse.

Entre os serviços que serão oferecidos aos alunos, nas novas escolas, estão fisioterapia, fisioterapia respiratória, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, assistência social, nutricionista, dança adaptada, educação física adaptada, pedagogia, hidroterapia, ecoterapia, oficina de arte e pedagógica, acompanhamento com enfermeiros, monitores e cuidadores e transporte adaptado.

Nunes ainda explicou que as avaliações ocorrem também para cumprir uma determinação judicial. As avaliações não tem prazo para serem encerradas.

Integral

Entre os atendidos está a dona de casa Jacira da Silva Itoda, 70, avó do portador de síndrome de down Renan, 21. Ela relatou que foi muito bem atendida pela equipe do Cetreim. Na segunda-feira (12), Jacira vai levar seu neto para frequentar uma das escolas conveniadas. Depois do período de adaptação de Renan, a ideia é que ele permaneça na escola em tempo na integral. Na Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) Renan ficava meio período.

“Fui muito bem recebida e a avaliação foi muito boa. Todos são muito educados. Em tempo integral meu neto vai participar de mais atividades e isso com certeza vai ajudar no seu desenvolvimento e em qualidade de vida”, disse.
 
Foto: a dona de casa Jacira da Silva Itoda, a assistente social Carla Giglio e o chefe do Cetreim Anderson Nunes


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.