Anúncio 680 x 110 px

#ROLEZINHO - Secretário aborda “Rolezinho” em reunião do Conseg


A pauta da última reunião do Conseg (Conselho de Segurança) de Paulínia, na terça-feira (11), na Câmara, foi o “Rolezinho”, que ocorreu no dia 4 de maio, na Praça do Corpo de Bombeiros. O secretário de Segurança de Paulínia, Cícero Brito, explicou o que foi feito para minimizar os danos causados pelos vândalos.


Brito relatou que ações de vandalismo e de importunação “não serão toleradas”. Em razão do último “Rolezinho” a Secretaria de Segurança recebeu aproximadamente 100 reclamações de moradores e comerciantes do entorno do local onde ocorreu o evento.


Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


O secretário contou que a equipe de inteligência da GM (Guarda Municipal) tem monitorado outro “Rolezinho” previsto para ocorrer dia 18 de maio, no Parque Zeca Malavazzi. O evento é ilegal porque os participantes costumam dar bebidas para menores de idade, consumir drogas e até praticam atos obscenos. Ainda de acordo com Brito, os organizadores da ação não pediram autorização à prefeitura, não solicitaram Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros e o evento não tem um responsável legal.

A GM e a PM (Polícia Militar) atuam para evitar um novo “Rolezinho” em Paulínia. Comerciantes e moradores que moram próximo ao parque já encaminharam reclamações à Secretaria de Segurança.

“Não vamos permitir que o cidadão de bem fique com medo de alguns baderneiros. Não somos contra manifestações pacíficas. No entanto, atos criminosos de vandalismo e perturbação do sossego não serão tolerados”, afirmou Brito.

No “Rolezinho” do domingo retrasado um homem de 21 acabou preso e um menor de 15 anos foi detido e entregue aos responsáveis. No total, seis lojas foram depredadas.

Brito também fez um alerta aos pais e pediu que não deixem que seus filhos comparecem em “Rolezinhos”. “Temos relatos de menores que foram agredidos. É um evento que sempre acaba em baderna e as famílias devem estar atentas”, disse Brito.

As crianças que participarem sem a presença de responsáveis serão encaminhadas ao Conselho Tutelar, os menores de idade serão qualificados e também haverá uma intensificação de fiscalização em bares para evitar que bebidas alcoólicas sejam vendidas para menores de 18 anos.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.