Anúncio 680 x 110 px

Em novo espaço, Seprodes dá início à entrega de agasalhos à população


A Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social (Seprodes) de Paulínia iniciou na segunda-feira (23) a entrega para a população dos donativos arrecadados durante a realização da Campanha do Agasalho 2014 “Quanto Mais Gente, Mais Quente”. O início das entregas também marcou a abertura do novo Centro Permanente de Distribuição de Agasalhos da Seprodes, que fica na Rua Santo Pigatto, 77, Centro.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

De acordo com a Secretária de Promoção Social, Clélia Moraes, cada família tem direito a retirar pelo menos dez peças, dependendo da avaliação da assistente social. Segundo ela, a previsão é de que mais de duas mil famílias sejam beneficiadas.

“Faremos a distribuição de senhas até o dia 29 de junho para famílias que fazem parte dos programas de transferência de renda e de algumas entidades do município”, explicou.

A aposentada Maria José Almeida estava muito contente em poder pegar uma blusa de frio para seu marido. “Vivemos de salário mínimo e não sobre dinheiro para nada. Graças a Deus estou tendo essa oportunidade”, afirmou.

Já a diarista Maria do Socorro Bezerra Silva elogiou a nova estrutura de distribuição de agasalhos. “Está tudo muito organizado, sem tumulto. A prefeitura e os funcionários estão de parabéns”, disse.

 Dignidade Social

O novo Centro Permanente de Distribuição de Agasalhos foi inaugurado com a proposta de trazer de volta um modelo de doação mais humanizado, que valorize as famílias beneficiadas, realizando as entregas à população com carinho e dignidade.

O local foi planejado para fazer com que as pessoas se sintam acolhidas, em um ambiente parecido com uma loja de roupas. Segundo a secretária, a proposta é dar continuidade à rede de solidariedade que começou a ser construída pela ex-primeira-dama, Regina de Mattos e Moura.

“Estamos resgatando a força e a importância que a Campanha do Agasalho sempre teve em nosso município, mas que estava há alguns anos esquecida”, frisou.

Clélia lembrou ainda que todas as roupas arrecadadas passaram por um processo de triagem, reforma e higienização antes de serem entregues às famílias. A secretária aproveitou para agradecer o envolvimento de toda a sociedade civil, empresas e comércios da cidade. “O sucesso da campanha só foi possível graças à ajuda que tivemos de cada um”, concluiu.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.