Anúncio 680 x 110 px

Procon de Paulínia dá dicas para se dar bem nas compras de Natal


Com a chegada do Natal muitas pessoas vão às compras para presentear amigos e familiares, por isso o Procon de Paulínia faz um alerta para que os consumidores não caiam em armadilhas e comecem o ano novo endividado.

A primeira dica é fazer um planejamento antes de sair às compras com uma lista dos produtos que pretende comprar e as lojas que deseja visitar para começar ganhando tempo. A segunda é pesquisar, comparar os preços e qualidade dos produtos antes da compra. Evite comprar por impulso, como por exemplo achar que poderá precisar do produto ou só porque ele está em promoção.
É preciso também programar as contas de início de ano, como IPTU, IPVA, seguro obrigatório, despesas escolares, viagens de férias, além das contas do dia a dia. Prefira pagamento à vista e, se não tiver como fugir do parcelamento, atente-se às taxas de juros e ao número de parcelas.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

Exija nota fiscal e informe-se sobre as condições de troca. Lembrando que a loja não é obrigada a efetuar troca por causa do tamanho, cor ou gosto do presenteado. O consumidor pode desistir do contrato no prazo máximo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato do recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos ocorrer fora do estabelecimento comercial, ou seja somente quando a compra é realizada por telefone ou site;

Se o produto apresentar algum problema, o Código de Defesa do Consumidor determina que a solução deve ocorrer em até 30 dias. Caso contrário, o consumidor pode optar entre a substituição do produto por outro da mesma espécie, restituição do valor pago (monetariamente corrigido) ou abatimento proporcional ao valor em outro produto. Mercadorias lacradas como DVDs, CDs, livros e brinquedos devem possuir uma amostra fora da embalagem para serem testadas.

“É preciso ficar atento na hora das compras para não cair nas armadilhas que alguns comércios preparam para aqueles consumidores menos atentos”, disse o diretor do Procon de Paulínia, Arthur Alvares.

Compras pela Internet 

Se a opção for fazer compras pela internet, a atenção deve ser redobrada. Desconfie de ofertas que ofereçam muitas vantagens e preços muito baixos. Antes de começar, atualize ou instale softwares de segurança no computador, e consulte a lista de sites não recomendados pelo Procon-SP.

Lembre-se também de salvar todos os arquivos e documentos que comprovem a compra e o pagamento. Não realize transações online em locais de internet pública como lan houses e cibercafés. Em caso de problemas, procure o órgão de defesa do consumidor mais próximo.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.