Anúncio 680 x 110 px

#POLÊMICA - 8 milhões para Limpeza e 345 mil para Saúde ???


Prefeitura faz pagamento de R$ 8.151.285,34 milhões para uma única empresa (Corpus) enquanto outros fornecedores e setores prioritários da cidade ficam esperando a resolução do Decreto nº 6.773, determinando “a adoção de medidas temporárias para autorização e pagamento de despesas vencidas e a vincendas (a vencer), com o objetivo de avaliar, sanear e ajustar financeiramente os gastos da Prefeitura Municipal de Paulínia”.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

O referido decreto diz que a Prefeitura suspendeu o pagamento dos fornecedores por 60 dias. Na ocasião o governo alertou sobre a necessidade de organização dos gastos e salientou para a questão da prioridade na Saúde.

A denúncia partiu de um dos internautas que frequenta as redes sociais do Facebook e tem vasta experiência no ramo financeiro. Acompanhem abaixo o desabafo em forma de questionamento dele.

*** Lixo é mais "prioridade" que remédios? ***

Fonte : Fan Page Rabino Sami

Bom dia Paulínia. Hoje acordei com vontade de fazer cálculos. Depois de um levantamento no Portal da Transparência em "Despesas Diárias" (depois de quase 2 dias fora do ar), este é o resultado.

Procurei identificar todos os empenhos relativos a medicamentos desde a "posse" e as respectivas datas de movimentação. Pra "rechear", inclui na lista os de Mandados de Segurança. Não encontrei nenhum pagamento anterior a 04/03. Se alguém identificar pagamento de MEDICAMENTOS anterior a isso, por favor envie que retifico o post. Vale lembrar também que, apesar de hoje ser dia 13/03, os dados do Portal só estão atualizados até 09/03 (não sei o porquê).

De qualquer forma, o que vemos é o seguinte no período analisado: enquanto em MEDICAMENTOS foram gastos pouco mais de R$ 346 mil reais, a CORPUS já foi agraciada com dois pagamentos bem polpudos somando MAIS DE OITO MILHÕES DE REAIS!

Qual a prioridade então, remédio ou lixo?

O caixa da PMP não estava "quebrado"?

----------------------------------------------------------

No discurso tudo é muito lindo mas a realidade é bem outra.

Mas o que estamos vendo é bem o contrário disso. De acordo como o Portal Transparência da Prefeitura Municipal de Paulínia. Os pagamentos a fornecedores tem sido feitos usando outros critérios que não condiz com o discurso ventilado pela Assessoria de Imprensa do Paço.

Foi criado, pelo decreto municipal, a Comissão de Programação Orçamentária e Financeira (CPOF), com o objetivo de apreciar e autorizar, ou não, o pagamento de quaisquer despesas vencidas e/ou vincendas com a municipalidade, e estabelecer os critérios para novas contratações de fornecedores.

Logo abaixo você poderão ver uma tabela retirada do Portal Transparência onde fica bem claro isso.


Como podem ver os pagamentos são todos depois do dia 27 de Fevereiro, justamente o dia em que passou a figurar o Decreto nº 6773 depois de sua publicação no semanário.

Então dessa forma a pergunta que não quer calar é: - Qual o critério que esta sendo usado para os pagamentos ??? Porque nesse período está configurado o baixo investimento em Saúde ???

Reflitam sobre o assunto !!!

Como sempre a intenção do Blog Movimento Paulínia é causar uma reflexão a respeito dos assuntos
que orbitam nossa cidade. Dessa forma caro cidadão deixo para você refletir o que tem sido feito na cidade nesse primeiro mês de mandato do atual governo.

O que pelo visto a Saúde não é a prioridade !!!

E os outros fornecedores como ficam ??? Pelo que sei tem vários pequenos e grandes fornecedores de Paulínia que estão esperando as definições disso tudo.




Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.