Anúncio 680 x 110 px

População EXPOSTA a HUMILHAÇÃO na ENTREGA de CESTAS

Dona Antônia Leite na fila por cesta básica em Paulínia (Foto: Reprodução EPTV)

A questão social de Paulínia realmente esta bastante complicada. Em uma reportagem apresentada pela EPTV uma emissora local da região e que pertence ao grupo da Rede Globo. É mostrado a situação em que se encontra a questão da distribuição de Cestas Básicas para a POPULAÇÃO que se enquadra na VULNERABILIDADE SOCIAL do Município.
Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


Famílias passam a madrugada na fila por cesta básica em Paulínia, SP
Benefício eventual tem distribuição de 30 senhas por dia.
Nem todos conseguiram a caixa de alimentos nesta terça-feira (28)
Fonte: G1 Campinas e Região

Dezenas de moradores de Paulínia (SP) passam a madrugada em uma fila para conseguir uma cesta básica emergencial da Prefeitura. Só os 30 primeiros colocados da fila conseguem o benefício, que foram agendados para os dias 27, 28, 29 e 30 de abril. Tem direito quem ganha até um salário mínimo por morador na residência. A autônoma Claudiléia Nunes de Aquino era a primeira da fila. “Não viria se fosse para mim, mas tenho duas filhas que precisam. Eu tenho que correr atrás”, disse ela.

Veja Também: #SOCIAL - Justiça SUSPENDE entrega de CESTAS da Prefeitura de Paulínia

Edmilson Pereira dos Santos, que está desempregado, tem uma menina de 5 meses, e voltou ao local de entrega nesta terça-feira (28). Ele não havia conseguido no dia anterior. Como mora em uma área de invasão, o rapaz não tem comprovante de residência, o que dificulta a situação da família dele. Mesmo assim, tentou novamente os alimentos, e entrou na fila às 2h30. “Estou aqui de novo sem comprovante de residência para ver se consigo”, explica.

O Cláudio Cardoso, outro sem emprego fixo, não conseguiu o benefício na segunda e como precisava chegar cedo, montou uma espécie de berçário no Monza da família. O veículo  foi estacionado na frente do centro de distribuição durante a madrugada. Ele tem três filhos.“Acho que deveria ser feito um novo cadastramento”, pediu Cardoso.

Moradores de Paulínia fazem fila por cesta básica eventual (Foto: Reprodução EPTV)

Antônia Gouveia Leite, desempregada, chegou também de madrugada com um bebê no colo, mas saiu sem conseguir a cesta emergencial. Ela era a 39ª da fila. “Disseram para voltar  de novo”, disse ela. O marido dela está doente e desempregado.

A assistente social da Prefeitura Inês Guarita explicou que a cesta eventual tem atraído cada vez mais pessoas devido à qualidade dos alimentos e que nem todos se encaixam nos requisitos, mas que atendem o máximo de moradores possíveis. Ainda segundo ela, para quem não conseguiu está sendo feito um agendamento para quarta-feira (29) e quinta-feira (30).

ASSISTAM O VÍDEO DA REPORTAGEM DA EPTV





Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.