Anúncio 680 x 110 px

Piadina: do norte da Itália para a mesa dos paulistanos


Prato milenar da gastronomia italiana conquista o paladar dos brasileiros

Nem só de pizza, macarrão e vinho se faz a cozinha italiana. Uma região chamada Emilia-Romagna, ao norte da Itália, é berço de uma tradicional gastronomia. Lá nasceram receitas mundialmente conhecidas, como raviolli, tortelli, cappelletti, fettuccine e piadina. Calma, se você ainda não conhece a piadina, vamos te apresentar.

O prato é uma espécie de sanduíche, em formato semelhante ao taco. Feita à base de farinha, água, sal e um fiozinho de azeite, a piadina é assada direto na pedra sabão. A receita nasceu entre as famílias do meio rural e foi a base da comida daquela região. Provavelmente, chegou à mesa de todos os italianos por meio dos romanos, que teriam aprendido a prepará-la no Oriente Médio. Por isso, gregos bizantinos e palestinos tem pratos similares.

Sigam Portal MP no Twitter: @MPaulinia

A piadina era servida entre as famílias para substituir o pão quando esse faltava. No século XIX, quando o prato era preparado com farinha de milho e de trigo, se popularizou por toda a Itália. A receita foi adaptada ao longo dos anos e, hoje, a piadina é feita somente com farinha de trigo.

Da mesa dos agricultores para as barracas de rua e, mais recentemente, para a gastronomia paulistana. A piadina conquistou espaço na culinária, ganhou novas receitas e recheios variados. Entre eles, os tradicionais Prosciutto di Parma, coppa, salames, presuntos, queijos e outros ingredientes nobres.

Em 2011, ganhou uma local exclusivo no Brasil com a Piadina Tree. A piadineria, localizada no bairro de Moema, em São Paulo, inicialmente contava com ingredientes bem italianos, trazendo para o cardápio o que havia de mais tradicional na culinária italiana. Aos poucos, foram feitas adequações para melhor atender ao paladar brasileiro. O grande destaque da casa é a massa artesanal e a grande quantidade de recheio, composto por ingredientes nobres, frescos e de alta qualidade. “Temos orgulho de apresentar aos paulistanos esse prato milenar que conquista espaço na gastronomia por sua leveza, sabor e requinte”, esclarece Naroa Nadales, chef e sócia fundadora do Piadina Tree.

Segundo Naroa, desde a abertura do restaurante, o negócio tem crescido e conquistado cada dia mais clientes fieis. “O brasileiro adora uma novidade na cozinha e está sempre disposto a novas experiências gastronômicas. A piadina é reconhecida pelo nosso público como uma refeição e ganha cada dia mais adeptos trazidos por antigos clientes. Assim, vamos aumentando o nosso rol de apreciadores do que há de mais especial na culinária italiana que está ganhando o mundo”, acrescenta.

A perspectiva é que o restaurante cresça de forma sustentável e ganhe cada dia mais clientes. “Para a piadina fincar bandeira e realmente ser reconhecida entre os brasileiro é questão de tempo. O prato tem a combinação perfeita entre sabor, experiência gastronômica e tradição. Ingredientes perfeitos para ser um sucesso na gastronomia”, finaliza Naroa.

Sobre a Piadina Tree

http://www.piadinatree.com/ (11) 3628-7316
A piadina foi criada numa região chamada Emilia-Romagna, ao norte da Itália. Foi lá também que nasceram receitas mundialmente conhecidas, como raviolli, tortelli, cappelletti e fettuccine. O prato é um sanduíche, em formato semelhante ao taco, porém caracteriza-se por apresentar uma massa crocante por fora e macia por dentro. Feita à base de farinha, água, sal e um fiozinho de azeite, a piadina é assada direto na pedra sabão. A receita nasceu entre as famílias do meio rural e foi a base da comida daquela região, depois popularizando-se por todo o país.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.