Anúncio 680 x 110 px

Jornalista húngara é demitida após chutar refugiados sírios



A crise dos refugiados sírios nos deixou grandes gestos de solidariedade... e também alguns momentos menos bonitos. Na terça-feira à tarde foi difundido através das redes sociais o vídeo do momento em que um grupo de refugiados sírios tentava romper um cordão de segurança na cidade de Röszke, na Hungria, perto da fronteira com a Sérvia. O que chamou a atenção deste vídeo é um momento em que parece que uma repórter de televisão dá uma rasteira em um dos refugiados, que corre com uma criança em seus braços. Este é o momento
Sigam Portal MP no Twitter: @MPaulinia
O vídeo foi distribuído através da conta de Twitter do jornalista alemão Stephan Richter, que está no local. As primeiras reações nas redes sociais foram uma mistura de espanto e incredulidade. Seria possível que essa mulher loira segurando a câmera tenha dado uma rasteira nos refugiados ou foi um efeito ótico pela perspectiva da câmera e o homem tinha tropeçado nela? Ou até poderia ter sido um ato reflexo? O próprio Richter defendeu, no começo, que a jornalista não tinha dado uma rasteira.

Mas como o passar das horas, a questão tornou-se mais clara. A jornalista foi identificada pelo site húngaro 444.hu como Petra László, do canal húngaro N1TV. Essa outra gravação, de outro momento e tomada de outro ângulo, não deixa lugar a dúvidas: a mulher dá um chute em uma menina que corre segurando a mão de um homem.

Agressão a refugiados© Foto: Reproduçao Agressão a refugiados 
http://coub.com/view/82ao5

Se havia alguma dúvida, vários usuários do Twitter analisaram o momento com lupa.

A gravidade dos fatos e o debate que causou a difusão das imagens obrigaram a rede N1TV a demitir a jornalista, conforme informaram em sua conta no Facebook. Também disseram que o caso está encerrado de parte deles. Por enquanto, não são conhecidas as razões que levaram à agressão e a jornalista não deu nenhuma explicação para o fato.

Fonte: UOL

Opinião do Roger:

Ontem mesmo mostrei na minha time line do facebook um pai Sírio chorando por ter perdido toda sua família na travessia. Com seus dois filhinhos afogados em seus braços. Um deles de três anos encontrado com o rosto na areia, em uma foto que impressionou o mundo todo. E eu como blogueiro me sinto no dever de divulgar e ajudar os refugiados da melhor forma que posso nesse momento.

É pelo mesmo motivo que hoje mostro aqui no Portal MP esse absurdo. Uma jornalista chutando os refugidos como se fossem cachorros. O que será que passou na cabeça dessa mulher que não respeitou a dor dessas pessoas que largaram casa e sua terra natal, com medo de morrer na guerra travada pelo Estado Islâmico. As imagens falam por si só e cada um que ver tome suas conclusões. Só sei que eu não concordo com isso. Nesse planeta, independente de fronteiras, somos todos irmãos. E se nesse momento o povo sírio esta precisando de ajuda, então que ajudemos.




Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.