Anúncio 680 x 110 px

#POLÍTICA - Vereador questiona total de comissionados

Tourinho aguarda resposta de requerimento com explicações

O vereador de Campinas Pedro Tourinho (PT) protocolou requerimento pedindo explicações à Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) sobre o número de funcionários comissionados na empresa. Ele pretende enviar a resposta para o MP (Ministério Público). Segundo levantamento feito pelo gabinete do parlamentar, são 122 comissionados num total de 823 servidores, o que representa 14,82%.
Sigam Portal MP no Twitter: @MPaulinia
A título de comparação, Tourinho lembra que na prefeitura – que já enfrenta uma ação judicial proposta pelo MP pelo número e funções dos comissionados – a proporção de servidores em comissão é menor: 5,2%, com 846 comissionados em um universo de 16 mil servidores.
Essa ação judicial pede ainda a cassação do prefeito Jonas Donizette (PSB) sob acusação do uso da máquina pública para contratação de aliados políticos ou pessoas próximas a membros do alto escalão como comissionados. A Promotoria pede na ação a redução de dos atuais 846 servidores em comissão na administração direta para 100.

FOLHA COMPROMETIDA

Para o vereador, o número de comissionados compromete a folha de pagamento da Emdec, fazendo comparações entre os pagamentos dos servidores em comissão e concursados. “O total da folha mensal é de R$ 3,9 milhões, enquanto os comissionados representam R$ 1,08 milhão, o que significa 27,41% ao mês. A média salarial dos comissionados da Emdec é de R$ 8,9 mil por mês, enquanto de um servidor concursado fica em R$ 4,8 mil mensais. Os dez maiores salários de comissionados custam R$ 196,1 mil por mês, enquanto os dez maiores funcionários de carreira custam R$ 117,6 mil mensais, um custo maior de 59,9% por mês”, afirma o vereador, no requerimento.

MINISTÉRIO PÚBLICO

Tourinho considera que mais importante do que a resposta da Emdec é submeter as informações ao Ministério Público. “É mais relevante para os requerimentos que sejam enviados ao MP”. Ainda segundo o vereador, o gabinete pretende fazer outros levantamentos em áreas da administração indireta. “O que levou a fazer o levantamento tem sido a constatação da prática frequente do Jonas de fazer isso com as empresas, a principal marca da gestão dele é o aparelhamento da empresa pública e decidimos acompanhar com mais detalhes”.
A Emdec afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que “não teve acesso ao teor do documento produzido pelo vereador Pedro Tourinho e não tem como comentá-lo” e que “já presta todos os esclarecimentos sobre o assunto ‘comissionados’ ao Ministério Público.”
Com informações do Jornal Tododia



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.