Anúncio 680 x 110 px

Prefeitura recolhe mil toneladas de detritos deixados pelo temporal

Prioridade é retirar árvores caídas | Foto: Luiz Granzotto
Até o final da tarde desta quarta-feira, dia 9 de setembro, a força-tarefa da Prefeitura retirou das ruas e praças de Campinas um total de 1.033 toneladas de resíduos deixados pelo temporal que atingiu a cidade no final da tarde e início da noite da terça-feira. Foram removidas 60 toneladas de galhos e troncos de árvores, 573 toneladas de entulho e sujeira diversa e 400 toneladas de material trazido por enxurradas, como lama. O rescaldo deverá continuar pelos próximos três ou quatro dias.

A Prefeitura mobilizou um contingente de 150 trabalhadores da Secretaria de Serviços Públicos, além de toda a estrutura das administrações regionais (ARs) e subprefeituras para a limpeza e organização da cidade. Estão sendo utilizados 22 caminhões.
Sigam Portal MP no Twitter: @MPaulinia
Durante toda a terça-feira, foram registrados 77mm de chuvas, volume superior aos 65mm esperados para todo o mês de setembro, segundo a Defesa Civil de Campinas. A precipitação mais importante, ocorrida no final da tarde de terça, durou cerca de 20 minutos e registrou, às 16h40, ventos de até 98km/h. Há dois anos, Campinas não registrava um temporal com essa intensidade. A região que mais sofreu com o temporal foi a leste, que engloba o centro, Cambuí, Taquaral, Sousas e Jardim Conceição, entre outros bairros.
A Prefeitura recebeu 128 solicitações para remoção de árvores – incluem árvores inteiras e galhos. Também foram registrados dez pontos de alagamento e duas quedas de muro, na Vila Industrial e no Botafogo. Não houve vítimas, nem ocorrências de residências interditadas ou pessoas desabrigadas.
Além de todo aparato da Secretaria de Serviços Públicos, estão mobilizadas cinco equipes da Defesa Civil, uma para cada região da cidade. O trabalho desses profissionais consiste na vistoria de áreas atingidas por alagamentos e outras ocorrências e no acompanhamento meteorológico. Também estão envolvidas equipes das Secretarias de Urbanismo e de Cidadania, Assistência e Inclusão Social.

Danos a materiais também foram registrados | Foto: Luiz Granzotto

Trânsito

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) registrou problemas em 37 semáforos, por conta da falta de energia elétrica. Todos já foram restabelecidos, com exceção de alguns pontos que ainda estão sem energia elétrica. Nestes locais são mantidos agentes da Mobilidade Urbana.

Durante o temporal, foram envolvidos 64 profissionais da Emdec, sendo 50 agentes da Mobilidade Urbana, cinco equipes semafóricas e nove operadores na Central de Controle Operacional (CCO).

Estado de Atenção

Por conta do alto índice pluviométrico, nove cidades da região estão em estado de atenção: Campinas, Sumaré, Pinhalzinho, Limeira, Monte Mor, Pedreira, Amparo, Bragança Paulista e Atibaia. A classificação de estado de atenção ocorre por conta do risco de deslizamento de terra.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.