Anúncio 680 x 110 px

Campinas lidera ranking de mulheres assassinadas na RMC


Campinas é o município com maior número de mulheres assassinadas na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Foram 90 homicídios entre 2009 e 2013, de acordo com dados do Mapa da Violência, divulgados na última semana. Sumaré ocupa o segundo lugar com 29 mortes no mesmo período pesquisado.
Sigam Portal MP no Twitter: @MPaulinia
Em Campinas, a quantidade de casos cresceu 83,33% em cinco anos, quando saltou de 12, em 2009, para 22, em 2013. A RMC teve 51 mortes de mulheres em 2013. O número equivale a quatro mulheres mortas por mês. Em comparação com os 43 casos registrado no primeiro ano do estudo, 2009, o aumento foi de 18,6%.

O estudo do Mapa da Violência indica que na cidade houve 20 casos em 2010; 18 registros em 2011 e também em 2012.

Uma das coordenadoras do grupo feminista Rosa Lilás, Carolina Figueiredo, acredita que a violência contra a mulher é pouco discutida no país, agravando a situação.
“A cultura do estupro está disseminada na sociedade. O que mais chama atenção é que muitos políticos e personalidades incentivam essas agressões e acreditam que tudo é culpa da mulher. O resultado são as mortes que não param de crescer”, considerou ela.

A última vítima em Campinas foi a cozinheira Simone Nogueira de Araújo, de 39, morta com 16 facadas pelo corpo, na Vila Mimosa. O crime aconteceu na última segunda-feira.

O Mapa da Violência é realizado pela Flacso (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais) e se baseia em dados do Ministério da Saúde e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), além dos estudos e índices produzidos pela OMS (Organização Mundial de Sáude).
Com informações do Jornal Destak



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.