Anúncio 680 x 110 px

Pai de santo é preso suspeito de três assassinatos


A delegada Olivia dos Santos Fonseca, do 3º DP de Santa Bárbara, em entrevista coletiva dada na tarde desta quinta-feira (11) sobre a prisão dos três acusados.

O pai de santo Fábio Fernandes Costa, de 38 anos, foi preso nesta quinta-feira (11), na casa dele, em Hortolândia, acusado de cometer três assassinatos entre 2012 e 2014. As vítimas foram mortas do mesmo modo: amordaçadas, com as mãos presas para trás e tiveram os corpos carbonizados. Uma delas era o sogro do suspeito, o motorista Claudionor Batista, de 57 anos. As outras vítimas eram duas mulheres que moravam em Sumaré, uma delas era professora.

A polícia afirma que a morte do sogro foi motivada por desavença familiar e que as das mulheres teria sido por vingança. Além disso, a suspeita é que as mortes também serviram de oferenda para uma entidade espiritual.

Além de Costa, foram presas a mulher dele, a técnica de enfermagem Naftali Lima Batista, de 30 anos, filha de Claudionor, e a dona de casa e viúva do motorista, Maria das Dores Alves Lima Batista.

Portal MP nas Redes - Facebook | Twitter |Youtube


Segundo a investigação, a filha ajudou a matar o pai, e a mãe foi cúmplice da morte. Em depoimento, a viúva informou que iria ajudar a matar o marido, mas que na última hora desistiu de executar o crime. Informou ainda, que, depois que disse ao genro e à filha que não iria mais matar o motorista, que Fábio e Naftali a prenderam em um cômodo.

De acordo com a polícia, o casal contou com a ajuda de outras duas pessoas para matar Claudionor. Essas duas pessoas, entretanto, não tiveram os nomes divulgados. O motorista foi morto com uma machadada na cervical. Estava amordaçado, com as mãos presas para trás e teve o corpo queimado.
A morte do motorista aconteceu em junho de 2012. Na época, Naftali chegou a registrar um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do pai. O boletim foi registrado em uma delegacia de Santa Bárbara, de onde é a família.

Segundo esse boletim, a filha afirmou que o pai era alcoólatra, que ele tinha problemas psicológicos e que era muito difícil de se relacionar. Ela disse que Claudionor havia saído de casa e desaparecido.
Depois de seis meses, a polícia descobriu que o carro do motorista, um Corsa, tinha sido vendido pelo pai de santo.

Mãe e filha não são suspeitas de terem participado dos outros dois assassinatos. Segundo a investigação, os documentos de uma das vítimas, a professora, foram encontrados na casa de Costa.
Segundo uma testemunha, a professora teria prometido um emprego na prefeitura de Hortolândia para Costa, mas como não conseguiu o cargo, o pai de santo teria matado a mulher. Essa mesma testemunha acusa ainda Costa de ter matado o sogro e uma outra mulher.

A polícia afirmou que o modo de agir e o modo como as vítimas foram assassinadas ajudou a relacionar e a suspeitar que o pai de santo teria sido responsável pelas três mortes.

A prisão foi feita na casa dele, em Hortolândia, pela polícia de Santa Bárbara. Até o momento, o pai de santo é acusado pela morte do motorista e suspeito da morte das duas mulheres. A investigação do caso delas segue pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Americana.

Fonte: Correio Popular



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.