Anúncio 680 x 110 px

Os possíveis motivos que fizeram os smartphones Galaxy Note 7 explodirem

© This Sunday, Oct. 9, 2016, photo shows a damaged Samsung Galaxy Note 7 on a table in Richmond, Va., ...


A Samsung já encerrou a venda e a produção de smartphones Galaxy Note 7, pois algumas unidades explodiram. No entanto, ainda restam dúvidas sobre o quê de fato faz com que o dispositivo pegue fogo.

Pode parecer estranho, mas nem a Samsung sabe ao certo o que está acontecendo, como informa o The New York Times. De acordo com a publicação, centenas de engenheiros foram designados para realizarem testes com unidades do aparelho, mas eles não conseguiram replicar o problema em laboratório.


Portal MP nas Redes - Facebook | Twitter |Youtube



O que causou as explosões? A Samsung ainda não se pronunciou e ainda parece não ter certeza do que aconteceu. No entanto, há pelo menos três teorias sobre motivos que levaram aos incidentes envolvendo o Galaxy Note 7:

Um novo problema de fabricação


Após os primeiros incidentes e mesmo sem conseguirem reproduzir o problema em laboratório, os engenheiros da companhia suspeitavam da bateria. O item feito pela Samsung SDI, a divisão de baterias da companhia sul-coreana, supostamente era muito grande para o espaço reservado para ela e o item acabava entrando em curto circuito.

A empresa, então, começou a substituir as unidades por uma bateria produzida pela chinesa Amperex Technology, e os problemas continuaram.

A Bloomberg cita que investigações preliminares apontam que a segunda onda de incidentes foi causada por um problema novo na cadeia de produção, pois, em tese, uma nova bateria solucionaria a ocorrência de incidentes com unidades substituídas. Porém, trabalha-se também com a possibilidade de que as baterias da Amperex Technology  tinham problemas.
Carregamento rápido

Uma tese sustentada por especialistas ouvidos pelo Financial Times explica que o problema dos telefones que explodem tem relação com o carregamento rápido da bateria.

O problema seria causado por configurações feitas no processador para ajudar a carregar rapidamente a bateria. “Se você tentar carregar a bateria muito rápido, você pode torná-la mais volátil. Se você força muito um mecanismo, ele explodirá”, informou o jornal britânico, citando uma fonte relacionada ao assunto.
Design

O design do Galaxy Note 7 é propenso a explosões, segundo explica o Phone Arena. O dispositivo tem uma curvatura simétrica, o que pode ter exercido pressão na bateria.

As placas de isolamento que separam o anodo do catodo da bateria ficavam muito próximas das arestas do aparelho. Isso pode ter sido agravado pela pressão sofrida na bateria por um suposto problema de selamento do aparelho. Com essas condições, as placas ficavam propensas a se juntarem e causar uma explosão.

Na imagem abaixo, é possível ver módulos de bateria da Samsung SDI, portanto da primeira leva de incidentes, com placas de isolamento muito próximas.

Fonte: Gizmodo



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.