Anúncio 680 x 110 px

Estudo comprova: Ter Uma Esposa “CHATA” Faz Bem à Saúde!


Sua mulher fica no seu pé o dia todo? Isso pode lhe irritar muito, mas também pode lhe salvar.

Ter uma esposa chata, barraqueira e encrenqueira pode ser um pesadelo na vida de qualquer homem. Mas, se for este o seu caso, não queira jogar tudo pro alto e nem peça o divórcio imediato. Respire bem fundo e agradeça, pois, isso pode estar aumentando os seus anos de vida aqui na Terra.


Portal MP nas Redes - Facebook | Twitter |Youtube


É o que diz um estudo feito pelos pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, que descobriram que as mulheres reconhecidamente mais chatas e que implicam com o marido o tempo todo acabam controlando a vida do cônjuge e assim costumam também regular a #Saúde dele, supervisionando inclusive, atividades físicas e refeições.

Segundo os pesquisadores, devido a esse monitoramento, a saúde dos maridos é acompanhada sempre de perto e com mais atenção e, consequentemente, estes homens possuem uma chance reduzida de desenvolver diabetes e toda e qualquer doença relacionada ao seu estilo de vida. Se mesmo assim a patologia insistir em aparecer, são mais capazes de controlá-la.

Durante um período de 5 anos, a equipe liderada pelo Dr. Hui Liu monitorou a saúde de 1.228 pessoas casadas e concluiu: “O estudo desafia a suposição tradicional de que uma relação conjugal negativa é sempre prejudicial à saúde. ” Dr. Hui Liu disse também em uma de suas palestras que “Em algumas situações, importunar é se importar com a pessoa”. “Precisamos encorajar especialistas em família a distinguirem diferentes fontes e fatores que possam medir a qualidade de um casamento”.

Já sabemos que o diabetes é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia) e que é a condição crônica que mais cresce nos Estados Unidos e no mundo em uma velocidade alarmante.

Também sabemos que o homem por si só já tende a ser mais relaxado, ainda mais quando o assunto é saúde e refeições mais balanceadas, pois em sua maioria preferem mesmo uma boa feijoada e cerveja em abundância. Por isso as vezes é bom ter sempre alguém pegando no seu pé, por mais desagradável que seja.

O que dá pra concluir depois desse estudo é que, muitos homens mereceriam viver até os 120 anos, e depois serem canonizados, não é verdade?

Publicado originalmente em: Blasting News




Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.