Anúncio 680 x 110 px

Prefeitura apresenta balanço de 100 dias de Governo


Após 100 dias de mandato, governo fala pela primeira vez na situação que assumiu a prefeitura. Segundo o atual prefeito, em 1º de janeiro assumiu a prefitura com um orçamento compromtido por R$ 201 milhões de restos a pagar, R$ 57 milhões em dívidas com a Pauliprev e R$ 153 milhões em débitos previdenciários junto a Receita Federal.


Portal MP nas Redes - Facebook | Twitter |Youtube


De acordo com a nova administração, foram realizados R$ 41 milhões em pagamentos atrasados, regularizando a situação de diversos fornecedores e prestadores de serviços. "Essa foi uma batalha que tivemos que travar com muita responsabilidade. Afinal, quando falamos de gestão pública estamos tratando de serviços prestados à população. Demos, então, prioridade a fornecedores de áreas como Saúde, Transporte, Educação e Serviços Públicos. Para que, assim, mesmo com todas as dificuldades, conseguíssemos manter os serviços essenciais em funcionamento", explicou o secretário de Finanças e Administração, Silvio César Andrade.

Segundo ele, a crise que afetou o país trouxe reflexos diretos na arrecadação e será preciso rever a previsão orçamentária para 2017. "Creio que não alcançaremos os cerca de R$ 1,4 bilhão estipulados pela administração anterior. Para o mês de abril, por exemplo, a previsão de repasses de ICMS é de R$ 40 milhões, o que representa cerca de 50% a menos do que o valor recebido em março. Está claro que teremos que reduzir custos e enxugar gastos se quisermos honrar todos os compromissos", ressalta.

Silvio informou ainda que a cidade tem a receber R$ 135 milhões de dívida ativa. Um Projeto de lei já foi enviado à Câmara para que possam garantir desconto e parcelamento desses valores.

Outro desafio apresentado pelo secretário de finanças é a recuperação de R$ 33 milhões em repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que estão bloqueados.



OUTRAS MUDANÇAS


Dixon ainda enfrentou mudanças nesses primeiros 3 meses e meio de governo, em sua equipe principal. No total quatro secretários foram trocados: Saúde, Cultura, Finanças e Negócios Jurídicos e na Secretaria de Planejamento ocorreram mudanças.

Em abril, também perdeu seu líder de governo na Câmara, até o momento não foi nomeado outro representante.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.