Anúncio 680 x 110 px

Secretários e vereadores buscam soluções para o tráfego de caminhões na cidade


Secretários municipais e vereadores se reuniram, na manhã desta quarta-feira, dia 20 de dezembro, com um grupo de aproximadamente 30 caminhoneiros e empresários do setor de transportes de cargas, para buscar soluções referentes a passagem de caminhões dentro do perímetro urbano da cidade de Paulínia.

O tráfego de veículos de transporte de cargas ou produtos perigosos foi proibido nas principais vias do município no ano de 1990, com a sanção da Lei nº 1.293. Este ano, atendendo a orientações do Ministério Público, a Prefeitura de Paulínia intensificou a fiscalização para garantir o cumprimento da Lei em vigor.

De acordo com o secretário de Governo, Beto Cavallaro, o encontro foi promovido para que a Prefeitura, em conjunto com os vereadores, possa encontrar alternativas para amenizar as dificuldades enfrentadas pelos caminhoneiros. “Nosso objetivo é chegar a um consenso para que as necessidades dos trabalhadores possam ser atendidas, sem que sem que haja nenhum tipo de prejuízo para a população e para a infraestrutura da cidade”, afirmou.

Também esteve presente na reunião o representante da Associação de Moradores do Jardim Callegaris, Paulo Roberto Adami. “Quero primeiramente agradecer a Secretaria de Obras e a Prefeitura pelo excelente trabalho de recuperação da pavimentação que foi realizado na Avenida dos Expedicionários. Porém, sofremos constantemente com o tráfego de caminhões de fora do município que invadem o bairro para fugir do pedágio e isso tem prejudicado, inclusive, a estrutura das residências”, afirmou.

Os caminhoneiros que moram em Paulínia buscam soluções para que possam chegar com os veículos em suas residências com tranquilidade. “Cheguei a ser multado três vezes no mesmo dia. Nós moramos aqui na cidade e muitas vezes queremos apenas entrar com o caminhão em Paulínia para chegar em casa e descansar. Buscamos, portanto, opções para solucionar a questão”, afirmou um dos representantes do grupo de caminhoneiros.

Entre as alternativas apontadas pelos trabalhadores está a possível isenção do pedágio, a garantia de um lugar seguro para que os caminhões possam permanecer estacionados e a criação de rotas e horários específicos para este tipo de veículo.

O secretário de Segurança, Emerson Baptista, ressaltou que apenas nos últimos seis meses, foram presas em Paulínia cinco quadrilhas especializadas em roubos de caminhões e que o objetivo da Secretaria é garantir cada vez mais segurança para os trabalhadores. Já o secretário de Transportes, Laércio Giampaolli, afirmou que reativar o Paulicentro é uma das metas do Governo. Também esteve presente o secretário de Defesa Civil, José Carlos Almeida Campos.

Os vereadores João Mota (PSDC), Xandynho Ferrari (PSD), Loira (PSDC), Manoel Filhos da Fruta (PCdoB), Zé Coco (PV) e Marcelo D2 (PROS) compareceram à reunião e ressaltaram que entendem a luta dos caminhoneiros e que estão a disposição para buscar soluções junto a Prefeitura e ao Ministério Público para que a classe de trabalhadores possa ser atendida sem que a população seja prejudicada.

Uma próxima reunião foi agendada para o dia 4 de janeiro.

Compartilhar Google Plus

Autor Roger de Souza

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.