Anúncio 680 x 110 px

Prefeitura de Paulínia conclui Plano Municipal de Saneamento Básico para o município


A Prefeitura Municipal de Paulínia, por meio da Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente, concluiu na última semana o Plano Municipal de Saneamento Básico. Este trabalho foi realizado durante todo o ano de 2017 e o primeiro bimestre de 2018, contando com a participação de um grupo de técnicos da Seddema, que atua na área de saneamento básico e de outras secretarias do município. O PMSB é um instrumento de extrema importância no sistema de planejamento e gestão municipal, pois trata de maneira integrada das quatro áreas de atuação do saneamento básico: o sistema de abastecimento de água, o sistema de coleta e tratamento de esgotos, a limpeza urbana e o manejo dos resíduos sólidos (lixo) e o sistema de drenagem urbana e manejo das águas pluviais.

O plano tem como diretrizes melhorar a qualidade da sanidade pública, manter o meio ambiente equilibrado em busca do desenvolvimento sustentável, além de fornecer diretrizes ao poder público e à coletividade para a defesa, conservação e recuperação da qualidade e salubridade ambiental, cabendo a todos o direito de exigir a adoção de medidas neste sentido.

De acordo com o prefeito Dixon Carvalho, o município está crescendo e o seu governo vai zelar por qualidade nos serviços prestados à população, ainda que diretamente esse trabalho seja realizado por uma concessionária. "A administração municipal deve fiscalizar o promover o melhor. Nosso empenho é direcionado para preservar a qualidade de vida dos atuais munícipes e também para as gerações futuras. Estamos realizando um trabalho de suma importância para Paulínia na da área de saneamento básico, de forma sustentável”, explicou o prefeito.

A elaboração do Plano compreende a necessidade de enfrentamento de problemas muito comuns ao crescimento urbano, por exemplo, prevenção a saúde, a poluição dos recursos hídricos, ocorrência de enchentes e inundações. “O saneamento básico é uma questão atrelada ao meio ambiente e saúde pública, quando temos tratamento de esgoto e água potável, isso repercute muito na saúde púbica”, revelou o secretário da Seddema Vicente de Paulo Souza.

“O plano de saneamento básico é uma conquista do município. Através dele, temos um diagnóstico da cidade como um todo. Com isso, poderemos saber onde falta água, onde falta saneamento básico, principalmente da drenagem urbana que são as águas pluviais”, também revelou o secretário.  Outro ponto importante do plano, aponta o secretário, é que as empresas que pretendem participar do chamamento público para a execução do plano vão poder planejar com mais eficácia o seu orçamento. “Precisávamos deste plano para a empresa traçar os custos da execução. Assim será planejada uma Paulínia macro. Se houver alguma rede obsoleta ou algum lugar que não houver a distribuição da água, os troncos elevatórios, os interceptores, tudo isso, quem for assumir o serviço vai ter que saber”, declarou.

De acordo com o secretário, Paulínia nunca teve um plano de saneamento básico dessa magnitude. “Antes falávamos em esgoto, água bruta, água tratada, mas não havia informações oficiais do saneamento básico como temos hoje”.

O próximo passo é a contratação da empresa para firmar o contrato. “Agora podemos abrir um chamamento público. O prefeito fará uma análise do que é melhor para o município, o que vai atender melhor a cidade. O plano já está concluído e assinado pelo prefeito e vai passar a vigorar. Uma questão que estava parada há anos agora vai ter um final feliz. Após o saneamento básico daremos os próximos passos para saber o que ainda falta. O objetivo do prefeito Dixon é ter 100% de água tratada e rede de esgoto funcionando nas casas do município”, ressaltou Souza.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger de Souza

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.