Anúncio 680 x 110 px

Investimento da Prefeitura no Parque da Represa vai beneficiar 5,5 mil pessoas


A Prefeitura de Paulínia deu mais um grande passo para atingir o objetivo de ter 100% de esgoto tratado no município, de acordo com as determinações da política de Saneamento Básico. Para solucionar o problema que se arrastava há décadas na região do Parque da Represa, o prefeito Dixon Carvalho conseguiu acabar com o impasse ao firmar um contrato com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para construir Estações Elevatórias de Esgotos-EEEs que irão beneficiar 5,5 mil habitantes.

“Realizamos inúmeros encaminhamentos e fizemos várias reuniões com a Sabesp e felizmente chegamos ao consenso”, explica Dixon. Além da presença efetiva do prefeito, a participação da Secretaria de Desenvolvimento e Defesa do Meio Ambiente (SEDDEMA) foi primordial para que fosse firmado por meio de um contrato de comodato e permissão de uso de área pública, as obrigações dos envolvidos finalizando as tratativas e a viabilidade da execução das obras no local. A Sabesp é a concessionária responsável pelo serviço de abastecimento de água e de coleta e destino final dos esgotos sanitários nas áreas urbanas e rurais do município.

De acordo com o texto do documento, a parceria trará benfeitorias diretas a aproximadamente 1.100 ligações no sistema de esgoto, o que corresponde a 5.500 usuários favorecidos, além de melhoramentos que abrangerão também o meio ambiente. O secretário da Seddema, Vicente de Paulo Souza, participou ativamente das reuniões entre as partes e avaliou como importantíssima a conclusão dos trâmites.  “Tínhamos um problema grave ali, ambiental e social. Havia coletores troncos de esgoto, mas não havia Estações Elevatórias, o esgoto retornava para a casa das pessoas. Neste sentido havia um impasse na construção dessas três elevatórias. Com a nossa participação na questão ficou resolvido o problema. A Prefeitura entrou com a permissão de uso de área pública onde serão instaladas as elevatórias”, explicou.

O secretário informou, ainda, que primeiramente uma empresa vai executar as obras das estações elevatórias que exige um trabalho de engenharia, depois a Sabesp vai equipar essas estações com geradores, cabeamento, fiação e tudo o mais que for necessário, ou seja, o esgoto subirá por máquinas até a Estação de Tratamento. “Está em andamento essa necessária obra para ser entregue à população daquela região. O mais importante é que não se sabia como seria executada, agora já temos todo o projeto finalizado e estamos dando andamento as ações necessárias para direcionar o esgoto de forma correta. Hoje a questão de saneamento básico está sendo concretizada. Assim teremos 97% da questão do esgoto resolvida”, revelou Souza. Depois de solucionado o problema do esgoto no Parque da Represa, faltará apenas os bairros Cascata e uma parte de Betel. “Mas esses locais também estão com a solução definitiva em andamento.  Teremos condições de contemplar 100% do esgoto e água da cidade. Isso é importantíssimo”, afirmou o secretário.

A Sabesp informou que o próximo passo é “entrar com o pedido de licenciamento das obras junto à Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e com as devidas licenças emitidas será possível determinar prazos para projeto e obras, que, inclusive, fazem parte das tratativas para renovação do contrato do município com a companhia”. 

As estações elevatórias auxiliam no transporte dos esgotos até a estação de tratamento. Paulínia possui índice de coleta de esgoto acima de 95%, com 100% de tratamento.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger de Souza

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.