Anúncio 680 x 110 px

Guarda Civil prende homem com caminhão roubado


Após perseguição pela Rodovia Anhanguera (SP-330), em alta velocidade, a Guarda Civil prendeu um homem de 40 anos que dirigia um cavalinho de carreta, que foi roubado por volta das 2h40 em Aguaí, cidade do interior de São Paulo que fica a oitenta quilômetros de Paulínia. O veículo, avaliado em R$ 350 mil, estava com uma carga de farelo de trigo de R$ 200 mil, que foi jogado no chão e agora terá que ser descartado. Para facilitar na fuga,  a carroceria foi descartada.

À guarda, o acusado contou que receberia R$ 2 mil para levar o cavalinho até em frente à Honda, em Sumaré. Ele disse ainda que é caminhoneiro e morador de Jaguariúna. De acordo com o Secretário de Segurança Cícero Brito, os patrulheiros estavam próximo ao Portal Greco Romano quando foram informados pela Polícia Militar Rodoviária que um caminhão roubado estava passando pela cidade.

Dois guardas que estavam em patrulhamento começaram a perseguição, em alta velocidade. O portal chegou a ser fechado, mas o suspeito furou o bloqueio. No quilômetro 128 da Anhanguera, o acusado deixou o veículo e saiu correndo para dentro de um canavial. Os agentes conseguiram alcançá-lo e ele foi preso em flagrante por receptação. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Sumaré, no bairro Nova Veneza.

O motorista, que foi a vítima, contou que foi abordado por quatro homens encapuzados e armados com espingardas. Um deles chegou a atirar para o alto. Como o acusado não foi reconhecido, ele responderá por receptação. Ele foi encaminhado ao 2º Distrito Policial de Campinas e será levado ao Complexo Prisional de Hortolândia. O cavalinho foi entregue aos proprietários.

Assessoria de Comunicação | Jornalista Raoni Zambi


Compartilhar Google Plus

Autor Roger de Souza

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.