Anúncio 680 x 110 px

Festival de Cinema de Paulínia - Cancelado!


Como assim? Festival de Cinema de paulínia cancelado? Pois é! Para mim que fiz a pergunta, foi só para ilustrar, mas não é surpresa nenhuma. Faz muito tempo que estou aqui no Blog Movimento Paulínia dizendo que  esse governo é ruim. Não gerencia com maestria as coisas públicas e projetos da cidade. E agora vem com essa desculpa de que vai deixar de investir no "Festival de Cinema" para investir mais pesado no social. Tudo bem que investimento no social é uma prioridade, mas  não acredito que o atual governo esteja falando a verdade.
Vejo na "mídia marrom" - aquela mantida pela máquina da prefeitura - seus jornalistas e colunistas falando desse governo do "Xerife" como se ele fosse ficar mais quatro anos, como se não fosse haver eleições esse ano. Quem garante que esse grupo político que esta no poder atualmente vai continuar??? Quem garante que o "Xerife" vai disputar as eleições e ganhar???
Sigam o Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia
Então acho bastante estranho o comportamento desse governo em querer jogar tudo agora como desculpa para o social. Atenção paulinenses nossa cidade tem condições plenas de fazer uma política social decente e além de tudo manter outros projetos importantes como esse do "Festival de Cinema". Mas isso é claro se tivéssemos bons políticos hoje na administração da prefeitura.

 

O que acontece é que o atual governo é ruim, péssimo administrador dos recursos milionários que Paulínia tem. Na verdade o "Xerife" administra esses recursos apenas para uma elite. Não se iludam meus caros cidadãos, Paulínia está, já não é de hoje, com uma cortina de fumaça envolta sobre a cidade. Já faz meses que sempre falo: O programa "PAS - A mentira" foi feito com esse intuito, de enganar a população.

Não sou contra programas assistências!
Não sou contra programas de assistência social, na verdade acho essencial esse tipo de programa existir. Mas devem ser programas que realmente tirem o POVO do estado de necessidade em que vivem. Junto com um programa assistencial devem vir outros programas de qualificação e estudo, melhoras nos aparelhos públicos como escolas e saúde. Combate as drogas e fomentação da cultura, parcerias com empresários para geração de empregos em nossa cidade, e por aí vai. Tudo isso é necessário para o desenvolvimento de uma cidade.

Agora coloca a família em um programa de assistência social, não dá emprego para o pai ou mãe dessa família, não dá creche e escola para os filhos, não dá cultura. Deixa o adolescente ficar nas ruas o dia todo, suscetível as drogas e outras coisas erradas. Não trata a saúde da família, não constrói moradias suficientes: ---> Ou vocês acham que 596 casas vão resolver o problema de todos? Sendo que o deficit de moradias já ultrapassa a marca de 6.000 residências.

Cancelar o "Festival de Cinema" demonstra que Paulínia esta doente. Cancelar é dar um passo para trás em projetos que já deveriam estar bem desenvolvidos e enraizados na cidade. Gerando empregos e talentos, dando assim oportunidades para muitos paulinenses trabalharem e se desenvolverem.


Em mau momento, Paulínia enfraquece investimento em cinema
ANNA VIRGINIA BALLOUSSIER / LÚCIA VALENTIM RODRIGUES / MATHEUS MAGENTA

A Prefeitura de Paulínia (SP) cancelou a quinta edição de seu festival de cinema. O anúncio foi feito nesta sexta (13) pelo prefeito José Pavan Júnior. Em 2008, o festival estreou numa cidade que, ainda sem cinema, construiu um colossal Theatro Municipal para abrigar o evento. De lá para cá, o município premiou nomes como Cláudio Assis e José Mojica Marins. A meta era virar uma Hollywood brasileira, com a "mesada" do rico polo petroquímico local. Segundo Pavan, os R$ 10 milhões destinados ao evento servirão agora para "priorizar o trabalho social" na cidade (a 117 km de São Paulo).

Ele afirma que o festival não acabou, foi apenas "suspenso", e que o município continuará a investir em produções cinematográficas. Desde 2010, Paulínia não abre um edital para fomentar novas produções. De lá já saíram longas como "O Palhaço", dirigido por Selton Mello. "A Cadeira do Pai", com Wagner Moura, foi o mais recente da leva a ficar pronto. Seu diretor, Luciano Moura, não se surpreendeu com o cancelamento. "Tem muita história política. Um prefeito inventou, o outro assumiu..."

Ele se refere à passagem de bastão do ex-prefeito Edson Moura (PMDB) para Pavan (ex-DEM e atual PSB), que teria provocado uma ruptura. A Folha apurou que o estúdio de animação, que era uma das bandeiras de Moura, nunca foi inaugurado. A escola destinada a formar profissionais, como assistentes de direção e diretores de fotografia, foi esvaziada, concedendo agora apenas workshops de curta duração.

O ex-curador e consultor Rubens Ewald Filho cita uma tentativa de "matar Paulínia". "Em agosto, cancelaram meu contrato com a desculpa de que iriam renová-lo depois. É mau sinal, não?" À imprensa o prefeito disse que "as medidas foram necessárias para a economia do município, uma vez que, a partir deste ano, o festival deveria ser 100% patrocinado por empresas privadas".

A prefeitura não confirma os rumores sobre a saída do evento musical SWU do município. A produção do festival diz que não vai se pronunciar sobre "especulações".
Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.