Anúncio 680 x 110 px

Coluna Vizão Política - Balaio de Gatos !!!


Olá caros leitores do Blog Movimento Paulínia. Hoje estamos estreando nossa "Coluna - Visão Política". Como havia escrito há dias atras agora teremos um espaço exclusivo para comentar a política de Paulínia de forma mais direta. Leiam a matéria: Coluna Vizão Política (MP vai ficar de cara nova). Outras postagens podem até mesmo trazer assuntos pertinentes sobre o tema, mas também estaremos noticiando assuntos do cotidiano paulinense em várias vertentes.

Balaio de Gato !!! É pouco.

Vamos começar por comentar a respeito dos eleições municipais e seus mais recentes desdobramentos. Hoje é sabido de todos que essa última eleição de Paulínia foi realmente conturbada e que trouxe reflexos a nossa cidade antes nunca vistos por nós paulinenses. Temos 41% da população (votos válidos) que elegeram Edson Moura Junior para ser o próximo prefeito da cidade em 2013. Nesse meio também temos um segundo colocado que é atual prefeito da cidade (Pavan) e que além de colecionar uma derrota nas urnas, também tem uma alta taxa de rejeição da história do município, quiçá da RMC (Região Metropolitana de Campinas). O terceiro colocado (Dixon) é alguém que praticamente foi expulso do seu partido nas esferas estaduais após denúncia de suposto envolvimento em um "crime hediondo", e com isso seu partido municipal (PT) gritou aos quatros cantos total apoio na campanha ao segundo colocado (PSB) das eleições. E um quarto colocado (Palito) que atualmente é vereador e se lançou na candidatura a prefeito para alçar novos vôos. Esse último que tem no curriculum o fiasco de doar terras (junto com Pavan) milionárias a uma empresa (LG) que na época prometeu 4.000 empregos. E até agora nada !!!

Leiam minhas matérias que confirmam o que estou dizendo.

MCCE de Paulínia ( Uma farsa municipal !!! )

Nesse contexto todo, logo após a troca dos candidatos Edson Moura por Edson Moura Junior pela coligação "Sorria Paulínia" que acabou ganhando o pleito nas urnas. Surge um pessoal travestido de MCCE "Movimento Contra Corrupção Eleitoral" para questionar as eleições municipais da forma que foi feita. Entenda-se que esse movimento é até muito sério nas esferas federais, mas que aqui na cidade esta sendo usada como pano de fundo por um grupo de partidários ligados aos derrotados nas urnas que estão tentando permanecer no poder pela força. Como dizem no "Tapetão - Justiça". Haja visto como já comentei acima que foram derrotados nas urnas e o segundo colocado possui um alto índice de rejeição da população.

Entenda o caso. Tudo dentro da lei.

A desistência do candidato Edson Moura constitui na lei um ato unilateral, ou seja, não depende de decisão de terceiros, nem da justiça, a não dele mesmo. Foi um ato pensado e decidido pelo próprio candidato e isso é permitido em qualquer hora e tempo durante a campanha. A indicação de Edson Moura Junior se deu pelo partido e sua coligação, ou seja, a indicação e  decisão é dos partidos coligados também previsto em lei. De outro lado temos a lei que permite a troca de candidatos em tempo hábil durante as eleições e isso foi cumprido a risca, tanto que o próprio juiz eleitoral do município de Paulínia autorizou a troca. Inclusive fixando cartazes em todas as sessões de votação explicando a mesma.

Abaixos-Assinados

Dessa forma a população afirma por intermédio das 21.000 assinaturas colhidas em tempo recorde que não se sentiu enganada e foi sim votar no dia 07 de outubro de forma consciente. Sabendo em quem estavam votando. Isto porque nos grupos de debates tem surgido alguns simpatizantes do MCCE comentando que essas 21.000 assinaturas são "LIXO" perto das 1.500.000 assinaturas da Lei do Ficha Limpa. Para esclarecimento quero dizer que aqui ninguém esta questionando a "Lei da Ficha Limpa". Estão sim com o abaixo assinado das 21.000 assinaturas questionando a "Valorização do seu VOTO". Querem que seu voto, sua escolha, seja respeitada! Haja visto representarem 41% dos eleitores do município.


21.000 Paulinenses "NÃO" são lixo.

Chamar 21.000 paulinenses de lixo é um tanto quanto irresponsável. Porque todos tem seu direito de manifestação garantido pela lei constitucional. Mas aqui na cidade parece que a "Democracia" não funciona. Por causa de interesses particulares desse grupo que cerca os "Derrotados nas Urnas" eles se acham no direito de denegrir toda uma população. São somente algumas pessoas que por serem egocêntricos demais desrespeitam toda uma multidão. O mais engraçado é que as leis de nosso país sempre foram feitas para ajudar a coletividade. E aqui na cidade o judiciário pende para o menor lado.

MCCE x MDP (Facção Minoritária x Vontade Popular)

A concentração de forças está hoje nas mãos de uma minoria e isso tem causado grandes injustiças na cidade. Haja visto uma manifestação de 150 pessoas com um abaixo assinado de 1.500 assinaturas ter mais peso para o Judiciário de nossa cidade, do que uma manifestação de 3.000 pessoas com um abaixo assinado de 21.000 assinaturas. Como podem ver os números são gritantes e a diferença é absurdamente enorme. Só que a vontade popular "NÃO" esta sendo respeitada. O MDP - Movimento Democrático Popular nasceu do anseio da população querer que se faça jus os votos depositados conscientemente e de forma democrática para escolher o próximo governo de 2013. Querem que respeitem as eleições e a vitória do dia 07 de outubro nas urnas. Só que a Promotora e o Juiz Eleitoral de Paulínia não estão enxergando isso. O MCCE com suas poucas vozes estão sendo bem mais ouvidos pelo judiciário do que o clamor de toda uma cidade.

A Revolução.

A população vai ter de fazer uma verdadeira revolução na cidade para que a maioria seja ouvida e respeitada. Pode até não ocorrer agora, mas com toda certeza estará ocorrendo mais cedo ou mais tarde. Porque como alguém explica um governo, rejeitado pelo POVO, conseguir permanecer no poder com uma reeleição ganha no "Tapetão" governar para uma população que não o quer lá de volta na prefeitura. Isso é uma bomba relógio pronta para estourar, mais cedo ou mais tarde. Vai acabar acontecendo uma "REVOLUÇÃO" na cidade. Mas não uma revolução armada ou desordeira, sim uma revolução pacífica e ordeira. Com peso e comparecimento da população em massa nas manifestações populares em cada canto de nossa cidade. Um povo cansado e maltratado acaba de revoltando contra seu opressor, e quando isso acontecer será difícil segurar o clamor popular. Ai quero ver qual magistrado, político, jornalista e sei la mais o que vai segurar o furor do POVO que clama por liberdade.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.