Anúncio 680 x 110 px

#SAÚDE - Nova APH do João Aranha fez 256 atendimentos em três meses


A unidade de APH (Atendimento Pré-Hospitalar) do João Aranha, entre o dia 3 de fevereiro e 30 de abril, realizou 256 atendimentos. O prefeito de Paulínia, Edson Moura Júnior, inaugurou a base para garantir mais eficiência e rapidez às vítimas de acidentes automobilísticos ou que passam mal e precisam de atendimento com resgate, que estão depois da Ponte Pencil.


De acordo com a coordenadora do serviço de emergência de Paulínia, Iria Onira da Silva, com a nova base, no máximo, pessoas que precisam ser resgatadas são atendidas em até sete minutos.


Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia


“Antes, era necessário atravessar a Avenida José Paulino e passar pela ponte. Em dias com trânsito mais intenso era complicado. Estamos lidando com vidas e todo o cuidado é fundamental. Moura Júnior teve essa sensibilidade e melhorou muito as nossas condições de trabalho”, explicou Iria.


Ela relatou o caso de um parto natural, ocorrido no João Aranha, em que a equipe de socorristas chegou em 45 segundos para atender a mãe e a criança, que ainda estava ligada ao cordão umbilical. O socorrista Danilo Coldibeli, 34, contou que o bebê estava “quase sem vida”.


“Por estarmos muito perto chegamos bem rápido para atender a situação de trabalho de parto. Primeiro, eliminamos a perda de calor, fizemos os procedimentos básicos e fomos ao PS (Pronto Socorro). Com certeza o fato de estarmos perto fez a diferença”, disse, Coldibeli.


O condutor Jair de Santana, 53, que também participou do salvamento da mãe e da recém-nascida, disse que “tudo foi muito emocionante”. “Foi um caso que marcou toda a equipe que estava no João Aranha. No entanto, também temos atendido, com muita agilidade, pessoas que sofrem acidentes de trânsito ou que tem derrame ou infarto”, relatou.

Estrutura 

Moura Júnior também, além de construir a APH do João Aranha, tem investido na qualificação profissional permanente dos socorristas, na compra de equipamentos de trabalho e na melhora das instalações de trabalho. Na unidade de APH do Centro os servidores receberam salas de conforto masculina e feminina, com local de descanso,  sala de televisão e espaço para lanche.


A socorrista Vilma Lacerda relatou que o espaço “mudou para melhor”. “Antigamente era só uma sala para todo mundo. Era bem desagradável. Agora, está realmente muito bom. Com mais estrutura fazemos temos condições de prestar um serviço melhor a população”, garantiu.


A enfermeira Sandra Savi Maia, 47, explicou que os socorristas também recebem treinamento teórico e prático constantes para sempre realizarem o trabalho com “excelência”.


Contato

O APH do João Aranha funciona de segunda-feira a sábado, das 7 às 19 horas, e conta com uma equipe especializada para o atendimento de emergência. De acordo com Iria, é importante que a pessoa que acionar o serviço do APH mantenha a calma e passe todas as informações necessárias para que a equipe faça um atendimento mais preciso. Se houver uma vítima não é necessário acionar a equipe de APH e o Corpo de Bombeiros. A APH do Centro funciona 24 horas todos os dias. No mesmo período, a APH do Centro realizou 884 atendimentos.

Além do 192, quem precisar acionar o serviço de pronto atendimento também pode ligar para 3874-5547 ou 3844-4117.
 
Foto: Da esquerda para direita: Sandra Savi Maia, Vilma Lacerda e Iria Onira d Silva
Danilo Coldibeli, Vanderley Vieira Rocha e Jair Santana



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.