Anúncio 680 x 110 px

Famílias do Residencial Vida Nova serão convocadas em até 15 dias


A Secretaria de Habitação de Paulínia vai convocar nos próximos 15 dias as famílias selecionadas para receber as casas do Residencial Vida Nova. As famílias irão receber a apresentação do empreendimento e participarão do sorteio das casas.

De acordo com o secretário de Habitação, Danilo Garcia, as obras estão praticamente finalizadas e ainda hoje (19) será protocolado junto à Cetesb o pedido de Licenciamento de Operação (LO) – um dos documentos exigidos para a liberação do empreendimento.

O secretário explicou ainda que algumas famílias serão convocadas para regularizar a documentação. “Muitos suplentes vão ser chamados, pois algumas famílias foram desclassificadas depois de realizarmos uma rigorosa fiscalização em relação aos critérios exigidos”, disse.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

Danilo destacou ainda o empenho da atual administração em sanar todas as exigências do projeto inicial, que não foram cumpridas pela administração passada. “Tivemos que fazer várias correções e adequações para que o empreendimento ficasse apto para a liberação”, completou.

O Residencial Vida Nova possuiu 593 casas de aproximadamente 50 metros quadrados cada.

Trabalho Social

O secretário adiantou que a prefeitura irá realizar um trabalho social de contrapartida junto às famílias. A execução do projeto é uma das exigências do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Na primeira etapa, antes de entraram nas casas, as famílias contempladas irão participar de palestras sobre informações e orientações sobre o programa e preparação para contratação e ocupação da moradia.

Depois que as famílias estiverem instaladas, será realizado um trabalho de 12 a 18 meses com plantão social no empreendimento. Com a ajuda de várias secretarias, serão realizados trabalhos voltados para preocupações ambientais, educação financeira e orçamento familiar, estímulo do trabalho comunitário e geração de trabalho e renda.

O objetivo desse trabalho é fazer com que os moradores tenham um lugar de convivência das famílias com segurança e lazer. “Iremos realizar o acompanhamento de perto dessas famílias, pois o objetivo da administração é fazer com que o residencial seja um local de moradia e não de depósito de pessoas”, concluiu.



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.