Anúncio 680 x 110 px

#PROTESTOS_MORADIA - Protesto "Fora Pavan" acontece no dia 17 de Julho 2015 em frente a Prefeitura


Frente pela Moradia Popular de Paulínia fará ato de protesto “Fora Pavan” em frente à Prefeitura nesta sexta-feira

A FDDIP (Associação da Frente Regional de Defesa da Cidadania e dos Direitos Sociais de Interesse Popular) juntamente com outras seis entidades assistenciais do município que compõe a Frente pela Moradia Popular farão nesta sexta-feira (18) uma ato de protesto intitulado “Fora Pavan” em frente à Prefeitura de Paulínia. Programado para começar as 14 horas, o ato deve reunir cerca de 500 pessoas que lutam para conseguir a casa própria.

A falta de diálogo entre o prefeito provisório José Pavan Júnior (PSB) foi o estopim para a manifestação. De acordo com o Consultor Técnico da Frente, Daniel Messias, foi feito um pedido oficial de audiência com o Prefeito para falar sobre a construção de moradias populares através do Programa do Governo Federal, Minha Casa, Minha Vida – Entidades ao qual todas as entidades participantes estão habilitadas ou em fase de cadastramento.
Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

Atualmente a FDDIP conta com cerca de 3 mil associados que aguardam para conquistar uma casa através do trabalho desenvolvido pela associação, que pleiteia uma área para a construção das moradias. O local que a FDDIP pede para a prefeitura fica na antiga fazenda Paraíso, que foi desapropriada e pelo município e desde então vem sendo utilizada pela Usina Ester para o cultivo de cana-de-açúcar. A FDDIP também protocolou na Câmara um pedido da mesma área. Agora o pedido passará em plenário e deverá ser votado pelos vereadores que devem se posicionar favoráveis ou contrários à doação da área para a construção de moradias populares.

Caso Pavan não abra diálogo, outros atos devem acontecer. O próximo está marcado para o dia 15 de agosto e contará com uma caminhada pela Rodovia José Lozano Araújo até a Rodovia Anhanguera. O lider do movimento, Marcos Antônio de Paula, o Capivara, não descarta uma marcha até Brasília pedindo a agilidade no julgamento do processo número 82678, recurso inadmitido sobre uma ação de Pavan que corre na justiça onde o pessebista é acusado de uso indevido de meios de comunicação e que culminou na cassação do diploma de Prefeito de Pavan e sua vice.

De acordo com Capivara, o vice Procurador Geral Eleitoral deixa claro que houve utilização abusiva dos meios de comunicação e que Pavan deve ficar fora do cargo. “Se o Pavan não conversar com a gente vamos fazer atos pedindo diálogo, pedindo a área para levantar as moradias e se ele não nos atender vamos pedir a cassação dele.

Nem que pra isso precisemos ir até Brasília a pé”, disse Capivara. “Seja qual for o prefeito e que não ficar a favor do movimento e se tiver problema com a justiça vamos pedir que saia do poder”, completa Capivara. “Vamos lutar pra ele seja julgado ou a liminar dele caia. Pois não pode um prefeito ignorar o povo, como ele está fazendo”, finaliza.

Opinião do Roger

Como eu sempre afirmo aqui no Blog Movimento Paulínia. A verdade é sempre filha do tempo. Para vocÊs verem como antigos aliados das eleições de 2012, dentre eles o Daniel Messias na época Presidente do MCCE - Movimento Contra Corrupção Eleitoral e Marcos Antonio de Paula, o Capivara Presidente da FDDIP que naquela momento político de Paulínia em 2012 estavam apoiando o atual prefeito (provisório) José Pavan Junior. Receberam então uma punhalada pelas costas e hoje são adversários.

Por incrível que parece, é mais comum do que vocês caros leitores possam imaginar. É típico e notório encontrar na história política de Pavan e seu grupo as traições políticas. Esse grupo tem o hábito de usar as pessoas e depois descartá-las como se não fossem nada.

Tenho certeza que o sentimento que hoje ronda a cabeça do Capivara e do Daniel deve ser o de revolta por terem sido enganados por esse grupo que aí esta hoje governando a cidade por intermédio do tapetão jurídico.

Enquanto isso eu o blogueiro que vos escreve sigo observando tudo e a cada dia tendo mais a certeza que sempre estive do lado certo. Do lado do POVO e aliado a um grupo que pode até ter seus problemas, mas somos uma verdadeira família e como toda família sempre permanecemos unidos em prol da cidade e do Povo de Paulínia !!!

Vamos aguardar o desenrolar dessa situação. Estou curioso para saber até onde isso vai dar. E deixo aqui um conselho aos líderes da FDDIP. Cobrem e vão para cima mesmo. Porque esse governo que aí esta deixou os servidores 67 dias de GREVE em 2011 sem ao menos termos um minuto de negociações. Eles não negociam com o POVO. O Povo para eles não passam de GADO.

Lembrem-se também que eles governam devido a uma manobra judiciária. Então na cabeça deles eles não devem nada ao POVO. E por esse motivo não se sentem COMPROMETIDOS com a cidade !!!

Boa sorte !!!




Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.