Anúncio 680 x 110 px

SETE dicas para minimizar os EFEITOS do Jet Lag


Está retornando de viagem? Confira sete dicas para minimizar os efeitos do jet lag

Seja qual for o destino de sua viagem, é possível amenizar os sintomas provocados pela mudança do fuso horário

São Paulo, julho de 2015 – Viagem em férias é uma delícia, mas como tudo na vida há um lado ruim: enfrentar a sensação de ressaca do jet lag – nome dado aos sintomas provocados pela mudança brusca do fuso horário. Se o seu destino for muito distante, como Europa, Ásia e até mesmo América do Norte, é quase impossível passar incólume pelo jet lag. Mas você sabe porque ele acontece?

“De forma geral, leva-se em média um dia para se ajustar a cada hora percorrida, seja para mais ou para menos”, afirma Dra. Regina Biasoli Kiyota, coordenadora de Análises Clínicas do Alta Excelência Diagnóstica, centro de diagnósticos focado no cliente Premium. Assim, em uma viagem para Madri, você levaria três dias para ajustar seu relógio biológico ou ciclo circadiano, como é usualmente conhecido, uma vez que o fuso horário corresponde a três horas de diferença.
Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia
Porém, algumas medidas ajudam a acelerar esse processo de readaptação e minimizar os desconfortos. Confira abaixo sete dicas para reduzir o mal-estar causado pelo jet lag.

1 – Prepare-se previamente. Se você tem uma agenda de negócios a cumprir, tente chegar um ou dois dias antes do compromisso, assim você estará mais disposto para seus afazeres. Mas se sua viagem for apenas de lazer, então se certifique de viajar descansado. Isso facilitará sua readaptação.

2 – Talvez você não precise de ajustes. Se a viagem for curta (um fim de semana ou três dias, por exemplo) e o fuso do destino tiver uma diferença de até duas horas, o ideal é não lutar contra o seu relógio biológico. Portanto, siga com sua rotina nos horários usuais, apenas adaptando as horas a mais ou a menos.

3 – Fique sem comer. Mas apenas o tempo necessário para você fazer sua primeira refeição no horário do local de destino, ou seja, tomar o café da manhã às 8h ou almoçar ao meio-dia. A ideia é “reiniciar” o seu ciclo circadiano “por meio do estômago”. Mas o ideal é não estender o jejum para mais de 12 horas.

4 – Mas não fique sem beber. Evitar a desidratação é importante para amenizar os efeitos do jet lag, por isso beba bastante água durante e depois da viagem. A medida ainda diminui o desconforto causado pelo ar seco dos aviões. Porém, evite bebidas alcoólicas e café.

5 – Evite cochilos. Se você estiver viajando durante a madrugada, aproveite para dormir no voo. Porém, evite dormir ao chegar ao hotel, mesmo que o voo tenha sido muito cansativo. A melhor alternativa é iniciar imediatamente as atividades turísticas e dormir apenas no horário local.

6 – Controle a exposição à luz. Se for viajar para o oeste, onde o fuso é atrasado em relação ao nosso, exponha-se à luz do fim da tarde, para que seu organismo “entenda” que ainda é dia. Se a viagem for a leste, como na Europa, onde o fuso está adiantado, acorde mais cedo e imediatamente exponha-se à luz do sol.

7 – Melatonina pode ser uma opção. Este hormônio ajuda a controlar a qualidade do sono se tomado no horário e dose corretos. Por isso, converse com seu médico antes da viagem.

Sobre o Alta Excelência Diagnóstica

Uma empresa da Dasa, grupo especializado em diagnóstico e de referência no segmento de saúde brasileiro e internacional. A marca une três pilares: corpo clínico experiente, tecnologia avançada e excelência em serviços. A prioridade no Alta é o paciente.

O Alta Excelência Diagnóstica oferece um Núcleo de Assessoria Médica exclusivo com acesso direto do médico solicitante ao corpo clínico das especialidades, garantindo contato rápido e diferenciado aos especialistas. Nas unidades, além do conforto do ambiente, que vai desde o paisagismo à decoração, os pacientes têm acesso a rede Wi-fi, Ipads, revistas e outras comodidades.

Foi desenvolvida com exclusividade para a marca uma odorização antialérgica que promove um ambiente sutil e agradavelmente aromatizado. Além disso, todos os itens de rouparia, do lençol ao roupão utilizado para circular nas áreas de atendimento são compostos por peças de algodão egípcio com 600 fios.

Por meio de um trabalho conjunto realizado por médicos, chefs e nutricionistas, o Alta Excelência Diagnóstica oferece cardápios de desjejum especiais: Clássico, Diet, Sem Glúten, Sem Lactose, Especial (para pacientes que demandam um atendimento diferenciado), Infantil e Kosher.

A marca possui certificações essenciais para o mercado: OHSAS 18001(“Occupational Health and Safety Assessment Series”), que consiste em um sistema de Gestão da Saúde e Segurança do Trabalho; ISSO 14001, que estabelece diretrizes sobre a área de Gestão Ambiental e ISO 9001, utilizada pelas organizações para estruturar os seus sistemas de Gestão da Qualidade, além de acreditada pelo Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) e pela College of American Pathologists (CAP).

Alta Excelência Diagnóstica nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/altadiagnosticos

Blog: http://blog.altadiagnosticos.com.br/



Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.