Anúncio 680 x 110 px

#CrimeHediondo - Funcionário de Hotel IBIS é preso acusado de ESTUPRO


Crime aconteceu no Ibis de Paulínia após o namorado da vítima ser colocado em outro quarto por causa de uma discussão entre o casal. A Polícia Civil usou imagens internas do Hotel Ibis, em Paulínia, para identificar o funcionário suspeito de estupro de uma hóspede na madrugada de sábado para domingo (17). A prisão preventiva dele deve ser pedida ao fim do inquérito policial.

De acordo com a polícia, o caso ocorreu na madrugada de sábado para domingo após um casal de namorados discutir no hotel. Durante a briga, três funcionários do hotel foram até o quarto ver o que acontecia e separaram o casal -- um em cada quarto.

Portal MP nas Redes - Facebook | Twitter |Youtube


Uma hora depois o atendente Paulo Henrique Martins Marciano, 23 anos, com uma chave-mestra abriu o quarto da promotora de eventos de 29 anos, de Curitiba (PR), entrou no local e cometeu o crime.

A Polícia Civil informou que o funcionário confessou o crime após ver as imagens das câmeras do circuito fechado do hotel.

"Alegou que praticou o estupro porque teve vontade de ter relações com a vítima", afirmou o delegado de Pau!ínia, Rodrigo Luís Galazzo. "Provavelmente ela adormeceu e disse que acordou com o atendente sobre ela, já a penetrando. Ela gritou por socorro e o agrediu."

Marciano foi levado para a Delegacia de Paulínia e deverá ficar preso na cadeia anexa do 2º Distrito Policial de Campinas.

A vítima passou por exame de corpo de delito. O resultado ficará pronto nos próximos dias. O hotel irá colaborar com as investigações.

Fonte: Jornal Mais Notícias |  Paulínia 24 horas Notícias

Funcionário do Hotel Ibis de Paulínia confessa que estuprou uma hóspede no quarto dela

De acordo com o delegado Rodrigo Luís Galazzo, as imagens mostram o suspeito entrando no quarto com uma chave mestra. Depois de alguns minutos, ele sai do local correndo.
Durante o depoimento, o suspeito negou as acusações, mas depois de ver as imagens fez a confissão, informou o delegado responsável pela investigação.

“Ele confessou a prática de estupro e alegou que o praticou porque teve vontade de praticar relações com a vítima”, disse o policial.

Após o depoimento, a vítima fez o reconhecimento do suspeito. Ele permanecerá preso até o julgamento, por se tratar de crime hediondo. Se condenado, poderá cumprir de seis a dez anos de prisão.O hotel informou que colabora com as investigações.

O Caso

Um funcionário do Hotel Ibis, em Paulínia, foi preso no domingo por suspeita de estupro de uma hóspede. De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava hospedada com o namorada e ambos tiveram uma discussão. Ele deixou o quarto após três funcionários irem ao local para verificar o que estava ocorrendo. Depois que todos saíram, o funcionário detido voltou ao quarto com uma chave mestra e praticou o crime, segundo as investigações.

Fonte - G1/Polícia Civil




Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.