Anúncio 680 x 110 px

Com 60.000 pessoas, Violência MARCA Manifestação #vemprarua em Campinas.

Foto: Willian Félix
Com aproximadamente 60 mil manifestantes no dia 20 de Junho em Campinas. Manifestação é marcada por violência e briga generalizada com as forças policiais que se encontravam em frente a Prefeitura. Tudo estava correndo bem na subida da Francisco Glicério onde na altura do Largo do Rosário foi marcado o ponto da concentração.

Após os manifestantes subirem a Francisco Glicério contornaram a Avenida Moraes Sales e desceram pela Avenida Padre Anchieta em direção a Prefeitura de Campinas. Chegando ao local um grupo com creca de 100 pessoas tentaram invadir o pátio na frente da Prefeitura, onde se encontrava um cordão da Guarda Municipal. Foi quando os manifestantes entraram em confronto com a Polícia.

Sigam o Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

Bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio foram usadas. E também spray de pimenta foram usados para contar os manifestantes. Ouve quebra quebra geral, inclusive de alguns comércios também sendo saqueados por vândalos. Sobrou até mesmo para quem estava pacificamente participando do evento.

Foto: Willian Félix

Acompanhem o relato logo abaixo de uma das manifestantes que lá estavam. E que foi entrevistado por mim Roger Dance através da rede social do Facebook.

Depoimento de Julia Urnau

Julia Urnau - Ativista #vemprarua
"No começo estava tudo tranquilo, BOM ATÉ DEMAIS, até chegarmos na prefeitura, aquela aglomeração de pessoas, todas educadas, uma ajudando a outra, uma dando espaço para a outra, fiquei em frente a prefeitura, não tão perto da tropa mas tb não longe o suficiente.

Estávamos todos em uma manifestação LINDA, muito bonita, todos pedindo paz, gritando SEM VIOLÊNCIA, sentamos no chão, pedimos paz, mas com tropa não tem argumento.. eles começaram a jogar bombas de gás de efeito moral, começou com alguns lá na frente, que já afetavam o grupo onde estávamos, e logo em seguida vimos varias bombas caindo no nosso meio, uma no meu pé.. aquela sensação de que você vai morrer, ou sufocada ou pisoteada, me perdi dos meus amigos, não conseguia enxergar, muito menos respirar, minha garganta rasgava com o efeito do gás, maldito gás.

Mas graças a Deus, os VANDALOS assim ditos pela tropa me ajudaram, perdi as contas de quantas pessoas me ofereceram ajuda, perdia as contas de quantas pessoas me ofereceram *vinagre, eu ainda estava perdia, desnorteada, sem saber o que fazer e pra onde ir, então um grupo desses titulados 'vândalos' me acolheram, me ajudaram e ficaram comigo até eu achar o meu grupo.

Mas os gases não foram suficientes para acabar com o nosso objetivo, prosseguimos com as manifestações, EM PAZ, sem polícia.. Incrivel, como a confusão só aconteceu no momento em que a polícia permaneceu no protesto. Voltamos para o Largo do Rosário, de lá partimos para a Francisco Glicério e fomos descendo, quando perto dos prédios, pessoas nos apoiavam picando as luzes (gritamos: quem apoia pisca a luz), balançando toalhas / panos brancos, senhoras, crianças nos incentivavam a continuar.. Seguimos até a norte sul com os manifestantes, tivemos que vir embora, mas o manifesto continuou."

Gritos do manifesto:

Da copa eu abro mão, quero mais saúde e mais educação
Quem apoia pisca a luz
Que país é esse
Governo, que papelão! Jogando bomba na população!!!
Você ai fardado também é explorado
Hino Nacional
Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor
Entre tantas outras.
Dia 26 tem mais!
Esse é meu depoimento

Foto: Willian Félix
 
Foto: Willian Félix

Foto: Willian Félix

Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.