Anúncio 680 x 110 px

Dia Mundial da Conscientização do Autismo alerta população sobre o tema


Em Paulínia, 46 alunos com diferentes tipos de Transtorno estão matriculados na Rede Municipal de Ensino

O dia 2 de abril foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Mundial de Conscientização do Autismo e visa alertar a sociedade e governantes sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Em Paulínia, 46 alunos com diferentes tipos de TEA estão matriculados na Rede Municipal de Ensino e contam com atendimento escolar especializado.

De acordo com a Secretaria de Educação, para atender aos pressupostos da Educação Inclusiva, assim como, aos princípios do direito ao acesso, as Unidades Escolares contam com professor de Educação Especial que atua de forma a:

- Planejar e organizar o atendimento educacional especializado (AEE) considerando as características de cada estudante que apresente esses transtornos com a elaboração do plano de atendimento individual, objetivando a eliminação de barreiras que dificultam ou impedem a interação social e a comunicação;

- Superar o foco de trabalho nas estereotipias e reações negativas do estudante no contexto escolar de forma a possibilitar uma construção positiva dos processos de significação da experiência escolar;

- Realizar a mediação pedagógica nos processos de aquisição de competências, por meio de antecipação e organização das rotinas inerentes ao cotidiano escolar;

- Intervir pedagogicamente de forma a propiciar o desenvolvimento das relações sociais e estímulo à comunicação, oportunizando novas experiências ambientais, sensoriais, cognitivas, afetivas e emocionais;

- Adotar procedimentos de avaliação pedagógica, sempre em parceria com o professor da sala regular frequentada pelo aluno e equipe escolar;

- Promover constante interlocução com a família de forma a possibilitar que todos visualizem e compreendam os avanços e desafios enfrentados no processo de escolarização; dentre outros.

A responsável pela Educação Especial, Valéria Serra de Freitas Guimarães, reforça que as mudanças necessárias não acontecem por acaso nem por decreto. “A garantia de acesso, participação e aprendizagem de todos os alunos nas escolas contribuem para a construção de uma nova cultura de valorização das diferenças”, afirma.

Sobre o TEA – De acordo com dados da ONU, cerca de 70 milhões de pessoas no mundo tem algum tipo de Transtorno do Espectro Autista. Diante dos dados, O TEA foi classificado como uma questão de saúde pública mundial. É mais comum em crianças que AIDS, câncer e diabetes juntas.

O autismo é um transtorno global do desenvolvimento infantil, manifesto antes dos três anos de idade e que se prolonga por toda a vida. Compromete três áreas do desenvolvimento de forma conjunta ou isolada: social, comunicação (linguagem verbal e não verbal) e comportamento.

O Autismo e a Síndrome de Asperger fazem parte da categoria dos Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD), que englobam distúrbios nas interações sociais. Os Aspergers têm um grau do transtorno mais leve e não enfrentam à primeira vista, deficiência tão evidente. A característica mais marcante é a dificuldade de sociabilização. São focados, meticulosos e não gostam de errar. Essa síndrome foi atribuída a gênios como Leonardo da Vinci, Michelângelo, Mozart e Einsten.

Mas, para Valéria, é preciso desfazer o mito de que todo autista tem um “superpoder”. “Os casos de genialidade são raríssimos. Com exceção dos Aspergers, os demais tipos de autismo têm classificação moderada ou grave”.

Para chamar a atenção para a data, no mundo inteiro prédios e monumentos importantes serão iluminados de azul. “Essa cor foi escolhida porque a incidência é maior em meninos, relação de quatro meninos para uma menina com Transtorno do Espectro Autista”, finaliza Valéria.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.