Anúncio 680 x 110 px

Prefeitura retoma Projeto Coral de Libras


A Prefeitura de Paulínia, por meio da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, retomou o Projeto Coral de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Os encontros são realizados às sextas-feiras, no Auditório Carlos Tontotoli - que fica no paço municipal – às 19 horas. O projeto é gratuito e as inscrições podem ser feitas na hora.

Sigam Movimento Paulínia no Twitter: @MPaulinia

“Nossos encontros são semanais e contam com participações voluntárias de munícipes, sendo pessoas com deficiência auditiva e/ou surdas e também ouvintes, pessoas com mobilidade reduzida, familiares, crianças, pedagogos, psicólogos, guardas municipais, assistentes sociais, entre outros”, explicou a responsável pelo coral, Fábia Ramalho.

Para dar início à retomada do projeto, os integrantes fizeram uma apresentação na abertura oficial da Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho) da Ceasa (Centrais de Abastecimento de Campinas).

 De acordo com Ivan Carlos Silva Souza, técnico em segurança do trabalho da Ceasa, os funcionários adoraram a apresentação. “Foi muito lindo e emocionante. Já estamos vendo uma nova data para que eles possam se apresentar aqui novamente”, disse. Ao todo, mais de 50 funcionários participaram da apresentação.

O coral

O Projeto Coral de Libras é fruto da soma de necessidades da demanda existente em nosso município, a comunidade surda, que desde 2001, através da iniciativa de uma empresa privada, pioneira na contratação de surdos, iniciou as atividades de tradução/interpretação da LIBRAS através da música, enquanto instrumento de socialização e aprendizagem, sendo entendida e aceita como um meio/recurso na construção da interação social e na difusão da Libras, em acordo a legislação 10.436/2002.

Este projeto prioriza e contempla a participação dos surdos, integrando-os cada vez mais com a sociedade ouvintista, a fim de desempenhar seu papel social e inclusivo, ganhando reconhecimento pleno dos seus deveres e direitos, uma vez que surdos e ouvintes tem a oportunidade da convivência amistosa no âmbito da inclusão social, porque eleva os sentimentos mais profundos do ser humano e possibilita ainda, expressar suas emoções.

“Somos um grupo com diferencial humano, seguindo o princípio de igualdade social, lutando para reduzir os preconceitos e disseminar a ideia de que a limitação faz parte da condição humana e está questão é algo normal e comum a todos as pessoas”, afirmou Fábia.

O Coral de Libras tem permitido a acessibilidade de modo a superar as barreiras de comunicação e/ou qualquer entrave ou obstáculo que dificulte ou impossibilite a expressão ou o recebimento de informações, compensando na maioria das vezes, as limitações funcionais sensoriais. Mais informações podem ser obtidas pelo 3874-3631.


Compartilhar Google Plus

Autor Roger Dance

Sou criativo, polêmico, autodidata por natureza e político por opção. Meus ideais de uma sociedade justa e igualitária estão no sangue. Sejam bem vindos a minha vida e ao mundo da informação dos bloggers.